RIS3

Em junho de 2010, o Conselho Europeu aprovou a Estratégia Europa 2020 que visa estimular um crescimento inteligente, sustentável e inclusivo.
 
A estratégia para um crescimento inteligente (no sentido de desenvolver uma economia baseada no conhecimento e na inovação), sustentável (por forma a promover uma economia mais eficiente em termos de utilização de recursos, mais ecológica e mais competitiva) e inclusivo (que fomente uma economia com níveis elevados de emprego que assegure a coesão social e territorial), tem como uma variável central do próximo período de programação, a valorização do potencial dos territórios, nas suas características específicas, nas oportunidades, nos desafios e nos constrangimentos a superar.
 
A futura política de coesão da UE pretende concentrar recursos, identificar claramente prioridades e acompanhar e avaliar os resultados. Nesse sentido, a proposta da Comissão Europeia sobre regulamentos para o próximo período de programação dos fundos estruturais (2014-2020) inclui a adoção de Estratégias de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente (RIS3) como uma das condicionalidades para aprovação dos Contratos de Parceria com os Estados Membros, bem como dos respetivos Programas Operacionais.
 

A RIS3 no Algarve

A CCDR Algarve, considerando a sua esfera das responsabilidades e de intervenção, tem vindo a desenvolver em conjunto com diversos parceiros e com a sociedade em geral, os trabalhos preparatórios ao nível da região e os contributos para a definição dos instrumentos nacionais e regionais de programação das intervenções cofinanciadas pelos fundos comunitários com carácter estrutural para o período 2014-2020, particularmente a já referida Estratégia Regional de Investigação e Inovação para a Especialização Inteligente (RIS3) do Algarve para o citado período.
 
Na sequência do exaustivo diagnóstico regional entretanto efetuado, a matriz SWOT simplificada que se segue, apresenta uma síntese do quadro regional atual.
 

Matriz SWOT simplificada
 
Matriz

Assim, considerando o referido diagnóstico, a proposta da RIS3 para o Algarve 2014-2020, sinteticamente preconiza o seguinte:

  • O reforço das capacidades individuais e coletivas com vista a atingir dimensão crítica, dinâmica de conhecimento e dinâmica empresarial capaz de acrescentar valor aos produtos e serviços regionais, de forma a promover capacidade de competir à escala global;
  • A promoção da diversificação da base económica regional;
  • A promoção de redes de cooperação e reforço da transferência de conhecimento entre o sistema de investigação, e o meio empresarial e o mercado;
  • O incremento do foco na investigação aplicada e na inovação com ênfase nos resultados, nomeadamente, com vista à melhoria da competitividade, da incorporação e captura de mais valor, mais e melhor emprego e do incremento de mais produtividade no setor empresarial;
  • O aproveitamento do potencial dos recursos naturais da região, potenciado pela variedade relacionada entre os diversos setores de especialização regional, reforçando as cadeias de valor promovidas pela dinâmica do setor turístico.

 

Os setores de especialização regional (proposta)
setores de especialização regional

O foco nos resultados e na concertação de apoios, obriga à operacionalização de projetos robustos, capazes de articular os setores presentes no território, reforçada a articulação entre empresas e mobilizando ideias inovadoras e geradoras de valor acrescentado para a Região. Só desta forma, se superam os constrangimentos identificados e se mobiliza a qualificação dos recursos e a captura de valor Regional.
 
Documentos RIS3 (Mais elementos de referência da Temática estão disponíveis em Documentos de Referência)
 

Links Relacionados: