Fundos Europeus geridos na região apoiam a remodelação do museu de Lagos | Dr. José Formosinho

Assinalando o Dia do Município reabriu ao público o renovado e requalificado Museu Municipal de Lagos | Dr. José Formosinho, após a conclusão das obras de remodelação e modernização do núcleo primitivo, apoiadas pelos Fundos Europeus, através do Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020, com cerca de 2,6 Milhões de Euros.

Resultante de uma candidatura do Município de Lagos, esta operação encontrava-se prevista no mapeamento dos equipamentos e espaços culturais e enquadrou-se no objetivo da PI 6.3 "Promover a valorização do património cultural e natural, afirmando o Algarve como destino turístico de excelência", visando a requalificação de um equipamento estruturante para reforçar a qualidade e a diversificação da oferta turística regional, funcionando como mobilizador para a atração de novos públicos para a Região.

Com um investimento total de 7.213.371.99€ e uma comparticipação do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) no montante aproximado de 2.633.141,49€, a intervenção centrou-se nesta fase na remodelação do Núcleo Primitivo do Museu, composto pelas atuais instalações do Museu Municipal Dr. José Formosinho e da Sacristia da  Igreja de Santo António (já intervencionada - Monumento Nacional, classificada por decreto n.º 9842, DG, I Série, n.º 137, de 20-06-1924), incluindo o projeto de museografia e estudos complementares.

O Município de Lagos prevê um "aumento do número esperado de visitantes" de 5.000 visitantes/ano.

A intervenção no interior do Museu, igualmente integrada no Plano de Ação de Reabilitação Urbana (PARU) de Lagos, consagra a implementação de novas soluções de museografia e de comunicação para a exposição permanente do Museu Municipal, bem como a conservação e restauro dos seus bens para as exposições permanentes do núcleo primitivo e do novo núcleo dedicado ao espólio de arqueologia, nomeadamente soluções de museografia e de comunicação, conservação e restauro de bens culturais para a Exposição Permanente e para o Núcleo de Arqueologia.

Conhecer Lagos e a sua história tem agora um novo e qualificado motivo de interesse com a remodelação do Museu Dr. José Formosinho.