Portugal 2020

Subscreva feed Portugal 2020
Actualizado: há 14 minutos 13 segundos atrás

Projeto ‘TERI’ para doentes em risco no Centro Hospitalar Cova da Beira

Ter, 29/12/2020 - 00:00

O Centro Hospitalar Universitário Cova da Beira (CHUCB) obteve financiamento do Programa Operacional COMPETE 2020 para desenvolver o Projeto de Telemonitorização de Doentes em Risco – TERI, num investimento que ultrapassa os 369 mil euros.

 

O projeto de Telemonitorização de Doentes em Risco -TERI do CHUCB, consiste na criação e implementação de uma solução de telemonitorização para doentes clinicamente considerados em situação de risco, quer estes se encontrem em regime de internamento ou urgência, no hospital ou em mobilidade intra e inter-hospitalar, ou ainda, em regime de hospitalização domiciliária.

 

Tem como principais objetivos, a redução dos episódios de paragem cardiorrespiratória intra-hospitalar, as complicações derivadas de atrasos nas intervenções terapêuticas, a diminuição da mortalidade intra-hospitalar e os incidentes.

 

Tal deverá ser alcançado através da monitorização constante de indicadores vitais e da implementação de sistemas de alerta inovadores em caso de descompensação, o que irá permitir tornar os processos ainda mais eficientes e a atuação das equipas mais célere e profícua, a bem da segurança e qualidade de vida destes doentes.

 

O projeto irá ainda permitir a criação de um laboratório de investigação nesta área da telemonitorização, cujos resultados podem vir a ser replicados em outras entidades do Serviço Nacional de Saúde.

 

Integrado no Sistema de Apoio à Modernização e Capacitação da Administração Pública, o projeto será cofinanciado pelo COMPETE 2020, através do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

 

Fonte: CHUCB

 

Mar 2020 já pagou mais de 5 milhões em compensações às atividades da Pesca

Ter, 29/12/2020 - 00:00

O Programa Operacional Mar 2020 já pagou mais de cinco milhões de euros em compensações, nomeadamente, pela Cessação Temporária das Atividades da Pesca, face à pandemia de COVID-19.

 

Devido à pandemia de COVID-19, mostrou-se necessária a criação de medidas especiais de apoio, nomeadamente no âmbito de cessações temporárias das atividades da PESCA, para procurar responder aos efeitos socioeconómicos da pandemia, abrangendo pescadores e armadores, dos diversos segmentos da frota.

 

Os apoios, durante os períodos de paragem da embarcação, para os pescadores equivalem ao salário mínimo nacional e para os armadores correspondem a 80 % do rendimento no ano civil anterior proveniente da atividade da pesca da embarcação.

 

Os pedidos de apoio ao Mar 2020 iniciaram-se em maio e encerraram na passada terça feira, tendo sido recebidas um total de 901 candidaturas, no Continente e RA dos Açores.

 

O processo de decisão está em curso, tendo sido aprovadas, até ao momento, 522 candidaturas, que envolvem mais de 1500 tripulantes, representando um apoio público de 6,2 milhões de euros.

 

Destes apoios aprovados já foram pagos aos beneficiários finais 5,17milhões de euros.

 

Pretende-se com estes apoios promover a resiliência do sector e garantir a cadeia de abastecimento alimentar.

 

 

Fonte: Mar2020

Algarve 2020 mobiliza vinte milhões de euros em apoios para a região

Ter, 29/12/2020 - 00:00

O Programa Operacional CRESC Algarve 2020 vai disponibilizar quase 20 milhões de euros de fundos da União Europeia, para apoiar a economia da região e minimizar os efeitos gerados pela pandemia.

 

Segundo a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional, já foram lançados nove Avisos de concurso e aprovadas 214 Operações de financiamento.

 

Nos últimos meses, seguindo a tendência do país, o Algarve apresentou taxas de variação homóloga negativas mais suaves do que no período inicial da pandemia, na maioria dos indicadores seguidos.

 

Apesar disso, a região continua, em muitos casos, a registar quebras superiores à média nacional, o que traduz um impacto económico e social mais marcado no território algarvio. Setembro e/ou outubro voltam a apresentar quebras ligeiramente mais intensas do que nos meses anteriores.

 

Neste contexto, até 31 de outubro, o Programa Operacional do Algarve mobilizou 19,7 Milhões de Euros (M€) para a adoção de medidas destinadas a minimizar os efeitos gerados pela pandemia, sendo 17, M€ provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e 2,4 M€ do Fundo Social Europeu (FSE).

 

Até esta data já foram lançados nove Avisos e aprovadas 214 Operações nos três avisos já concluídos, traduzindo-se num total de 7,26 M€ de investimento elegível, correspondendo a 4,7 M€ de fundos da União Europeia, somando-se a todos os apoios prestados em matéria de prestações de desemprego, rendimento social de inserção e apoio alimentar.

 

Consulte AQUI este e outros projetos apoiados no âmbito do Programa Operacional do Algarve, com o apoio dos fundos da União Europeia.

 

 

Fonte: CCDRAlg-Gab.Comunicação 

Prorrogado prazo de candidaturas para apoiar a capacitação digital dos docentes

Seg, 28/12/2020 - 00:00

O PO CH – Programa Operacional Capital Humano, prorrogou o prazo de submissão de candidaturas até às 18h do dia 8 de fevereiro, ao concurso para apoiar a capacitação digital dos docentes e de outros profissionais de educação.

 

​A Autoridade de Gestão decidiu a prorrogação do prazo do concurso, na sequência de dificuldades verificadas quanto ao processo de preparação das candidaturas e que se encontra dependente de vários fatores alheios/externos às próprias entidades beneficiárias.

 

O concurso em questão enquadra-se no Eixo Prioritário 4 – Qualidade e Inovação do Sistema de Educação e Formação do PO CH, na tipologia de operação que promove a formação contínua de docentes e outros agentes de educação e formação.

 

No âmbito deste concurso serão elegíveis apenas ações alinhadas com o desenvolvimento da competência digital de docentes e outros agentes do sistema de educação e formação no contexto do Programa de digitalização para as Escolas, inserido no Plano de Ação para a Transição Digital.

 

São beneficiários deste concurso os Centros de Formação de Agrupamentos de Escolas (CFAE) através dos Agrupamentos de Escolas sede, a Direção-Geral de Educação, a Direção-Geral da Administração Escolar e o Instituto de Avaliação Educativa, I.P.

 

A apresentação de candidaturas deve ser efetuada através da submissão de formulário eletrónico no Balcão​ 2020, até ao dia 8 de fevereiro de 2021.

 

Dúvidas ou questões relacionadas com as candidaturas devem ser remetidas prioritariamente para o endereço de correio eletrónico do PO CH​.

 

Alerta-se para que a submissão das candidaturas ocorra de forma atempada prevenindo assim eventuais problemas técnicos de última hora que comprometam a sua submissão.

 

Consulte o AVISO n.º POCH-67-2020-08.

 

 

Fonte: POCH

NEWS PT2020 | Conheça a Estratégia Portugal 2030

Seg, 28/12/2020 - 00:00

Quer conhecer a visão para o Portugal 2030? Consulte o artigo em destaque na nova edição da NEWS PT2020.

Saiba quais os princípios e como vão ser aplicados os fundos da União Europeia da Política de Coesão entre 2021-2027 e do Plano de Recuperação e Resiliência.

Fique a par das quatro agendas temáticas centrais para o desenvolvimento da economia, da sociedade e do território de Portugal, no horizonte de 2030.

 

A Estratégia Portugal 2030 representa a visão de recuperação e convergência de Portugal com a Europa para a próxima década. É também o referencial estratégico para as políticas públicas do país e para a mobilização das fontes de financiamento.

 

Conhecer as principais linhas orientadoras do nosso futuro coletivo dá espaço ao planeamento e promove a ação concertada.

 

Se tem ideias e projetos na calha, alinhe a sua rota e contribua para o desenvolvimento de Portugal.

 

Saiba mais aqui.

 

Consulte esta e as edições anteriores em NEWS PT2020.

 

Fonte: AD&C

 

Convento do Bussaco vence concurso de postais #EUinmyregion2020

Seg, 28/12/2020 - 00:00

A Requalificação do Convento de Santa Cruz do Bussaco, na Mealhada, venceu o concurso europeu de Postais #EUinmyregion 2020 e, consequentemente, a imagem do seu retábulo do Altar-Mor vai ser divulgada na Europa, segundo anunciado pela Câmara local.

 

“É um enorme orgulho vermos o Convento de Santa Cruz do Bussaco por essa Europa fora. Todo o património existente da Mata do Buçaco enriquece o concelho e o país”, salienta o presidente do município do distrito de Aveiro, em comunicado.

 

O autarca ressalva que, “em boa hora, a Câmara decidiu avançar com a requalificação do convento, com verbas municipais e o apoio merecido de fundos comunitários”.

 

O concurso #EUinmyregion 2020, organizado pela Direção-Geral da Política Regional e Urbana da Comissão Europeia, desafia instituições a apresentar projetos financiados pela União Europeia (FEDER, FSE, INTERREG, Life, Europa Criativa, entre outros), podendo cada candidatura apresentar cinco fotografias do mesmo projeto.

 

Aa seleção dos projetos vencedores assentou em critérios como “considerações estéticas, adequação e capacidade de despertar o interesse do público”.

 

Na candidatura apresentada pela Câmara, em agosto, foram incluídas cinco fotografias ilustrativas do Convento de Santa Cruz, no Buçaco, com os interiores, exteriores e pormenores, mas a escolha recaiu sobre a fotografia do retábulo do Altar-Mor.

 

“Esta deu a vitória ao Município da Mealhada, que, para além de ver a imagem do convento, com a respetiva descrição, circular pela Europa, receberá 300 postais para distribuir”, congratula-se a autarquia.

 

Fundado em 1628, o Convento de Santa Cruz do Bussaco está inserido na Mata Nacional do Buçaco, que correspondeu “ao único deserto da Ordem Religiosa Carmelita Descalça em Portugal”.

 

Foi objeto de uma obra de recuperação que ultrapassou o meio milhão de euros (553.881,23 euros), tendo obtido financiamento (46.015 euros) do Programa Operacional CENTRO 2020, através do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

 

 

Fonte: Lusa/CE

 

 

Convento do Bussaco vence concurso de postais #EUinmyregion2020

Seg, 28/12/2020 - 00:00

A Requalificação do Convento de Santa Cruz do Bussaco, na Mealhada, venceu o concurso europeu de Postais #EUinmyregion 2020 e, consequentemente, a imagem do seu retábulo do Altar-Mor vai ser divulgada na Europa, segundo anunciado pela Câmara local.

 

“É um enorme orgulho vermos o Convento de Santa Cruz do Bussaco por essa Europa fora. Todo o património existente da Mata do Buçaco enriquece o concelho e o país”, salienta o presidente do município do distrito de Aveiro, em comunicado.

 

O autarca ressalva que, “em boa hora, a Câmara decidiu avançar com a requalificação do convento, com verbas municipais e o apoio merecido de fundos comunitários”.

 

O concurso #EUinmyregion 2020, organizado pela Direção-Geral da Política Regional e Urbana da Comissão Europeia, desafia instituições a apresentar projetos financiados pela União Europeia (FEDER, FSE, INTERREG, Life, Europa Criativa, entre outros), podendo cada candidatura apresentar cinco fotografias do mesmo projeto.

 

Aa seleção dos projetos vencedores assentou em critérios como “considerações estéticas, adequação e capacidade de despertar o interesse do público”.

 

Na candidatura apresentada pela Câmara, em agosto, foram incluídas cinco fotografias ilustrativas do Convento de Santa Cruz, no Buçaco, com os interiores, exteriores e pormenores, mas a escolha recaiu sobre a fotografia do retábulo do Altar-Mor.

 

“Esta deu a vitória ao Município da Mealhada, que, para além de ver a imagem do convento, com a respetiva descrição, circular pela Europa, receberá 300 postais para distribuir”, congratula-se a autarquia.

 

Fundado em 1628, o Convento de Santa Cruz do Bussaco está inserido na Mata Nacional do Buçaco, que correspondeu “ao único deserto da Ordem Religiosa Carmelita Descalça em Portugal”.

 

Foi objeto de uma obra de recuperação que ultrapassou o meio milhão de euros (553.881,23 euros), tendo obtido financiamento (46.015 euros) do Programa Operacional CENTRO 2020, através do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

 

 

Fonte: Lusa/CE

 

 

Alentejo quer aumentar taxas de execução de Fundos UE

Seg, 28/12/2020 - 00:00

O novo presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR) do Alentejo quer aumentar a taxa de execução de fundos da União Europeia na região, por forma a legitimar novas reivindicações para o território.

 

“Não podemos exigir do Governo mais verbas para o Alentejo se não tivermos excelentes taxas de execução. E essa é uma tarefa de todos: dos autarcas, das empresas, dos agentes económicos, da academia, das instituições sociais…. Temos de apresentar números que justifiquem esse papel reivindicativo. Até porque temos aí um novo quadro comunitário de apoio”, defendeu António Ceia da Silva na sua recente passagem por Aljustrel.

 

A par desta, o presidente da CCDR do Alentejo, em funções desde final de Outubro, assumiu que “o emprego é outra prioridade” para a sua equipa. “Queremos ajudar ao máximo o tecido empresarial, porque não nos podemos esquecer que esta pandemia travou uma trajectória muito robusta de crescimento económico em Portugal”, disse.

 

Ceia da Silva acrescentou, neste âmbito, ser indispensável “não deixar morrer as pequenas empresas” da região, essencial ao dinamismo económico do território.

 

É por isso que, por parte da CCDR e do Alentejo 2020, a nossa prioridade imediata é apoiar o emprego e as empresas. É para aí que vai estar virado quer o final deste quadro comunitário, quer o início do novo quadro comunitário”, assegurou.

 

 

Fonte: CorreioAlentejo

Sucesso na aprendizagem eletrónica em tempos de confinamento

Seg, 28/12/2020 - 00:00

A Comissão Europeia divulgou recentemente seis histórias, onde figura Portugal, como casos de sucesso na Aprendizagem Eletrónica em tempos de confinamento.

 

A pandemia de COVID-19 transformou radicalmente a vida das pessoas. Em toda a Europa, o trabalho, o lazer e as viagens foram aspetos afetados por esta situação e o mesmo acontece com a escola.

 

Durante meses, no confinamento, as escolas, os estabelecimentos de ensino superior e as universidades foram encerradas e as aulas em linha passaram a ser a nova normalidade. Mas a educação não se limita à escola e os educadores têm feito tudo ao seu alcance para garantir que os alunos não perdem nada.

 

Veja as seis histórias de sucesso de Portugal, Bélgica, Croácia, Chéquia, Letónia e Polónia.

 

EM PORTUGAL

 

Hugo Marques é coordenador de um curso multimédia na EPRAL, a Escola Profissional da Região Alentejo, em Évora, Portugal.

 

Graças à União Europeia, os estudantes e os professores da EPRAL receberam financiamento para melhorar a qualidade da formação ministrada.

 

Com este apoio, os alunos conseguiram desenvolver e apresentar projetos técnicos multimédia utilizando novas ferramentas em linha, bem como comunicar com os professores e examinadores através de videochamadas.

 

 

Fonte: CE

 

 

 

Páginas