Portugal 2020

Subscreva feed Portugal 2020
Actualizado: há 1 hora 28 minutos atrás

Vencedor do concurso de ampliação do Terminal XXI no Porto de Sines

Seg, 23/11/2020 - 00:00

O consórcio Etermar/Mota-Engil venceu o concurso para a ampliação do Terminal XXI no Porto de Sines, no valor de cerca de 14 milhões de euros, que vai permitir a escala de vários navios megacarries, os maiores navios porta-contentores.

 

Esta obra integra um projeto aprovado pelo Programa Operacional COMPETE 2020 e beneficiará de financiamento comunitário, através do Fundo de Coesão, em cerca de 25 milhões de euros, segundo a administração do porto de Sines.

 

Em comunicado, o consórcio Etermar/Mota-Engil Engenharia e Construção revela que a empreitada, com um prazo de execução de 330 dias, compreende a construção de mais 204 metros de cais de modo a atingir um comprimento total de 1.150 metros até ao final de 2021.

 

“A empreitada de ampliação do cais terá um valor de cerca de 14 milhões de euros com um prazo de execução de 330 dias”, avança o consórcio.

 

Trata-se da “primeira fase de expansão após o aditamento ao contrato de concessão celebrado entre a PSA e o Governo português em 2019″, lê-se no mesmo comunicado.

 

A empreitada prevê que o Terminal de Contentores “tenha na sua configuração final um cais com 1.750 metros, aumentando a capacidade de movimentação anual de carga de 2,3 para 4,1 milhões de TEU (unidade de medida de contentores)”, acrescenta.

 

Este investimento vai reforçar a capacidade do Terminal XXI, permitindo a escala de vários navios megacarries (os maiores navios porta-contentores) em simultâneo e assim aumentar a sua oferta operacional.

 

 

Fonte: Lusa/Compete2020

Projeto ‘Portugal Bike Value’ vence nos Prémios EEPA

Sex, 20/11/2020 - 00:00

O projeto ‘Portugal Bike Value’, apoiado pelo Programa COMPETE 2020, sagrou-se vencedor na categoria "Apoio à Internacionalização das Empresas" dos EEPA - European Enterprise Promotion Awards, uma iniciativa da Comissão Europeia que visa distinguir boas práticas de promoção do empreendedorismo na Europa.

 

Criado em 2015 pela Associação Nacional das Indústrias de Duas Rodas, Ferragens, Mobiliário e Afins (ABIMOTA), o projeto 'Portugal Bike Value' visa promover a fileira portuguesa das duas rodas além-fronteiras.

 

Pretende também demonstrar a capacidade das empresas que produzem em Portugal de fornecer os mercados externos, contando para isso com as elevadas capacidades e competências da indústria portuguesa, a excelente evolução do setor nos últimos anos e o crescimento significativo que se prevê num futuro próximo.

 

Em 2019, Portugal afirmou-se como o maior produtor europeu de bicicletas, com 2,7 milhões de unidades produzidas. As exportações nacionais representaram um total de cerca de 400 milhões de euros.

 

Portugal tem um historial vencedor nos European Enterprise Promotion Awards, sendo um dos países que mais galardões ganhou até ao momento.

 

Saiba mais sobre este projeto:

 

| PORTUGAL BIKE VALUE

 

 

 

 

 

Fonte: Compete 2020/Portugal Bike Value

Plano Estratégico da PAC 2023-2027 em Consulta Alargada

Sex, 20/11/2020 - 00:00

Encontra-se aberto o processo de consulta alargada do Plano Estratégico de Portugal no âmbito da PAC - Política Agrícola Comum para o período 2023-2027, até dia 11 de dezembro.

 

A proposta de Regulamento dos Planos Estratégicos da PAC estabelece que cada Estado-Membro apresente, um Plano Estratégico Único incluindo as Medidas de Apoio para se alcançarem os objetivos específicos da União Europeia para a futura PAC e a Comissão verifica esses planos e procede à sua aprovação.

 

Os planos estratégicos da PAC combinarão os instrumentos de apoio da PAC financiados pelo FEAGA - pagamentos diretos e intervenções setoriais e pelo FEADER – intervenções do desenvolvimento rural.

 

Em linha com os procedimentos previstos na proposta de regulamento, as diferentes componentes do Plano Estratégico da Política Agrícola Comum 2023-2027 (PEPAC) são sujeitas a contributos através de processo de consulta alargada, que incluirão os parceiros económicos e sociais bem como as entidades representativas do setor agrícola, ambiente e da sociedade civil.

 

Nesse sentido, o GPP, enquanto coordenador pela elaboração do PEPAC, criou uma PÁGINA no sitio de internet específica sobre esta temática. 

 

Esta página inclui a documentação e informação relevante para efeitos de um acompanhamento da elaboração do referido plano.

 

Saiba mais aqui

 

 

Fonte: GPP/CE

PO CH recruta 11 técnicos superiores

Sex, 20/11/2020 - 00:00

O PO CH - Programa Operacional Capital Humano pretende preencher 11 vagas, para cargos de Técnicos Superiores, através do regime de mobilidade interna na administração pública, com candidaturas até ao dia 3 de dezembro.

 

​A oferta de emprego está disponível na plataforma pública BEP - Bolsa de Emprego Público, sob o código OE202011/0499, com local de trabalho na Av. João Crisóstomo, em Lisboa.

 

As funções a exercer estão nas seguintes áreas de referência: Gestão de Projetos, Jurídica, Auditoria e Controlo, Gestão Estratégica e Comunicação, Sistemas de Informação e Gestão e Planeamento e Gestão Financeira.

 

As habilitações literárias dos candidatos devem ser ao nível da licenciatura, e enquadrar-se num dos seguintes domínios: Contabilidade, Gestão, Economia, Administração Pública, Geografia, Direito, Estatística ou Engenharia.

 

O perfil pretendido para todas as áreas de referência é o seguinte:

 

  • Experiência profissional na gestão, acompanhamento e/ou monitorização e avaliação de projetos, de preferência com fundos comunitários;
     
  • Capacidade de desempenho centrada na satisfação do “cliente” e orientada para resultados;

 

  • Capacidade de organização, rigor na análise da informação e sentido crítico, contribuindo ativamente para a promoção do mérito e a mitigação do erro;
     
  • Capacidade de iniciativa, autonomia, inovação e dinamismo, responsabilidade e compromisso com o serviço;

 

  • Capacidade de cooperação e de trabalho em equipa, promovendo a criação de um ambiente organizacional favorável à aprendizagem colaborativa e à resolução de problemas;
     
  • Comportamento afável e assertivo na relação quer com o “cliente interno” (colegas e hierarquia) quer com o “cliente externo” (entidades e beneficiários finais ou público-alvo), de forma a contribuir para a melhoria da eficiência e eficácia dos processos e resultados, respetivamente;
     
  • Sólidos conhecimentos de informática na ótica do utilizador;

     

  • Domínio sólido da língua portuguesa e da língua inglesa.
     

A remuneração oferecida será a auferida no serviço de origem.

 

Os candidatos devem ter em conta todos os requisitos de admissão descritos na oferta de emprego disponível no BEP.

 

As candidaturas devem ser enviadas para o endereço de correio eletrónico pgf_rh@poch.portugal2020.pt, até ao dia 3 de dezembro e fazer-se acompanhar de todos os documentos solicitados.

 

Mais informações:

| Oferta de emprego

| Plataforma BEP

 

| Declaração de RGDP - necessária na formalização do processo de candidatura

 

 

 

 

Fonte: POCH

Nova marca coletiva para promover a Batata Portuguesa

Sex, 20/11/2020 - 00:00

A Porbatata – Associação da Batata de Portugal apresenta, no próximo dia 24 de novembro, pelas 14h30 horas, a nova marca coletiva para promover a Batata Portuguesa.

 

A apresentação será transmitida em direto no Facebook da Porbatata.

 

Esta é uma iniciativa do Projeto de Promoção da Batata Portuguesa nos Mercados Externos, apoiado pelo Programa Operacional COMPETE 2020.

 

Este projeto prevê um investimento global de 352.988 euros e é financiado em 85% pelo FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

 

O PROGRAMA conta com as seguintes intervenções:

 

  • Importância da Internacionalização para a fileira da batata – O ponto de vista económico

Intervenção de João Torres, Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor

 

  • Importância da Internacionalização para a fileira da batata – O ponto de vista agrícola

Intervenção de Nuno Russo, Secretário de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural

 

  • Testemunho sobre projeto europeu “Potatoes Prepare to be Suprised

Berta Redondo Benito, Secretária Geral da Europatat

 

  • Apresentação da Marca Coletiva de Batata Portuguesa

Sérgio Ferreira, Presidente da Direção Porbatata

 

 

Fonte: Porbatata

Apoiar.pt com número elevado de registos no Balcão 2020

Qui, 19/11/2020 - 00:00

No dia 17 de novembro deu-se início ao registo de empresas no Balcão Portugal 2020 para aceder ao novo Programa Apoiar.pt

 

Face ao número elevado de pedidos de apoio, muito acima do habitualmente registado, agradece-se compreensão pelo menor desempenho do Portal PT 2020.

 

O Registo no Balcão Portugal 2020 para acesso ao novo Programa dirigido às micro e pequenas empresas dos setores mais afetados pela pandemia COVID-19, é o primeiro passo da candidatura para aceder aos apoios que serão disponibilizados já a partir de 25 de novembro através do Portugal 2020.

  

PROGRAMA APOIAR.PT

 

Programa Apoiar.pt destina-se a microempresas e a pequenas empresas dos setores do comércio, restauração e atividades culturais que tenham sofrido quebras de faturação superiores a 25% em termos homólogos.

 

Além deste programa, será disponibilizada uma verba adicional especificamente direcionada para o setor da restauração, com o objetivo de compensar as perdas sofridas ao longo dos dois fins-de semana de recolher obrigatório imposto pelo Estado de Emergência em vigor. Este apoio específico é acumulável com o programa Apoiar.pt.

 

Os primeiros pagamentos do Apoiar.pt deverão ser concretizados na primeira quinzena de dezembro.

 

 

Fonte: AD&C

 

ALENTEJO 2020 reabre candidaturas ao +CO3SO - Apoios ao Emprego e Empreendedorismo

Qui, 19/11/2020 - 00:00

A Autoridade de Gestão do Programa ALENTEJO 2020 levantou a suspensão de receção de candidaturas ao +CO3SO - Sistema de Apoios ao Emprego e Empreendedorismo.

 

Assim foi estabelecido um novo prazo para apresentação de candidaturas, no âmbito da 2ª fase, até dia 4 de dezembro de 2020.

 

Consulte no Menu AVISOS do website Alentejo 2020.

 

 

Fonte: Alentejo2020

PO SEUR já aprovou 1905 candidaturas a projetos

Qui, 19/11/2020 - 00:00

O PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, já aprovou 1905 candidaturas de acordo com a nova edição do seu Boletim Trimestral.

 

O Boletim Trimestral - 3.º Trimestre de 2020 pretende continuar a informar sobre a aplicação do Fundo de Coesão no território nacional, para que, de forma transparente e clara, exista uma perceção pública do grau de implementação do Programa, ao nível financeiro e ao nível da concretização dos principais indicadores.

 

EVOLUÇÃO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA PO SEUR  A 30.09.2020

 

Foram aprovadas pelo PO SEUR, 1.905 candidaturas com um financiamento de 2.095 M€ de Fundo Coesão (FC).

 

O FC executado pelos beneficiários totaliza 917 M€. Estes valores representam uma taxa de compromisso de 95% e uma taxa de execução de 42%.

 

No terceiro trimestre de 2020, foram aprovadas 3 candidaturas num montante global de FC de 69 M€:

 

  • 1 projeto da tipologia “Eficiência energética nos transportes públicos” com um apoio de FC de 60 M€;

 

  • 1 projeto do Ciclo Urbano da Água - Tratamento das águas residuais, com um apoio de FC de 9,0 M€;

 

  • 1 projeto de “Proteção, restauração e utilização sustentável dos sítios da rede Natura 2000” com um cofinanciamento de 0,16 M€.

 

Neste trimestre, a execução de FC foi de 79 M€, em linha com o que tem acontecido em períodos homólogos de anos anteriores.

 

Realce particular para o mês de julho, com um montante executado de 37 M€, destacando-se como o mês com maior execução desde o início do ano.

 

Para mais informação sobre a implementação do Programa, consulte o Boletim Trimestral - 3.º Trimestre de 2020.

 

Veja AQUI todas as edições já publicadas do Boletim PO SEUR.

 

 

Fonte: Poseur

Mar 2020 apoia produtores aquícolas para mitigar os efeitos da pandemia

Qui, 19/11/2020 - 00:00

No Programa Operacional Mar 2020 foi criado o regime de compensação à atividade aquícola para apoiar os aquicultores pelas quebras de faturação, registadas até finais de junho de 2020, motivadas pelas consequências do surto de COVID-19, com um total de 4 milhões de euros.

 

As candidaturas foram apresentadas até 31 de julho tendo sido aprovadas 33 empresas com um apoio público de 2 milhões de euros, promovendo a resiliência do setor.

 

Saiba mais em Mar 2020.

 

 

Fonte: Mar2020

HOJE Lições do Portugal 2020 | Sessão de Debate "Energia e Clima"

Qui, 19/11/2020 - 00:00

É já hoje que se realiza o webinar “Energia e Clima” no âmbito dos trabalhos de preparação do Portugal 2030, entre as 14h30 e as 17h30, na plataforma Zoom.

 

O webinar organizado pela DG REGIO da Comissão Europeia e a AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão, I.P., conta com a apresentação de dois Relatórios, nas matérias de Clima e Energia, e procura promover a reflexão sobre os apoios do Portugal 2020 nestas duas áreas, num momento em que se perspetiva a programação do Portugal 2030.

 

Consulte aqui o PROGRAMA do evento.

 

CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

 

A participação é assegurada através da plataforma ZOOM no computador.

 

O acesso ao webinar deve ser efetuado através do link abaixo.

 

Tópico: LIÇÕES DO PORTUGAL 2020 / LESSONS FROM PORTUGAL 2020

Hora: 19 nov 2020 14:30 Lisboa

 

Entrar na reunião Zoom:

 

https://us02web.zoom.us/j/81470164933

 

ID da reunião: 814 7016 4933

 

Nota: sugere-se a entrada 5 minutos antes do horário para assegurar o bom funcionamento operacional.

 

Agradece-se que durante a sessão mantenha o microfone desligado, devendo apenas ser ligado para o período de debate, no caso de pretender apresentar alguma questão.

 

 

Fonte: AD&C

 

A Europa no Centro da sua Vida | Campanha na região Centro

Qui, 19/11/2020 - 00:00

Através da imprensa regional, foi distribuído um saco de compras que dá a conhecer diversos projetos apoiados por fundos da União Europeia na região Centro e que fazem parte da nossa vida.

 

Projetos em escolas, universidades, centros de saúde, hospitais, parques e empresas, que contribuem para uma melhor qualidade de vida, cofinanciados pelo Programa Operacional CENTRO 2020.

 

Veja AQUI:

 

| A Europa no Centro da Sua Vida – Projetos

 

 

 

Fonte: Centro2020

Algarve promove ‘Diálogos na Região: O que a Europa faz por mim’

Qua, 18/11/2020 - 00:00

O Centro de Informação Europe Direct do Algarve, a CCDR Algarve e as Associações de Desenvolvimento locais IN Loco e Vicentina, promovem um Ciclo de Diálogos na Região dedicados a divulgar os resultados da Política de Coesão neste território.

 

Este ciclo de webinars, pretende ser um espaço de informação mas sobretudo de discussão e de debate entre os intervenientes e a comunidade dando a conhecer a Estratégia 2030 para a Região.

 

Os eventos são cofinanciados pela DG Regio e União Europeia. 

 

SESSÕES

 

  1. 19 Novembro, S. Brás de Alportel, Sustentabilidade dos Sistemas Alimentares Locais
  2. 17 de dezembro, Aljezur, Qualidade de vida no parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

 

A sessão desta quinta-feira, dia 19 de novembro, a partir de São Brás de Alportel, abordará a temática da 'Sustentabilidade dos Sistemas Alimentares Locais'.

 

Com arranque às 15 horas e moderada pela jornalista Susana de Sousa, a conversa desta sessão decorre na plataforma ZOOM e centrar-se-á na temática da “Sustentabilidade dos sistemas alimentares locais”, abordando as seguintes questões:

 

1. Porque é que, em contexto de pandemia, a necessidade da existência de Sistemas Alimentares Locais, vivos, participados e sustentáveis, adquiriu um renovado interesse por parte da comunidade?
 

2. Como podemos complementar e harmonizar as atuais respostas dos Sistemas Produtivos Globais e massificados com os Sistemas Alimentares Locais?
 

3. Na "Estratégia do Prado ao Prato", apresentada em 20 de maio de 2020, a Comissão Europeia (CE) pretende construir um sistema alimentar sustentável na União Europeia (UE) que salvaguarde a segurança alimentar e proteja as pessoas e o ambiente. Muitas pessoas vêm este objetivo com incredulidade e até desconfiança, face ao histórico da PAC. Como demonstrar que este é um objetivo concreto e real?
 

4. Quais os elementos-chave e os problemas críticos a ultrapassar para que os Sistemas Alimentares Locais sejam sustentáveis, tanto do ponto de vista económico como social e ambiental?

 

Este evento pretende ser um espaço de diálogo entre decisores, peritos, organizações da sociedade civil e cidadãos em geral e assinala a Semana Europeia da Redução de Resíduos que se celebra este ano de 21 a 29 novembro.

 

Toda a informação será disponibilizada no evento de Facebook e a participação é aberta a todos os interessados, sem necessidade de inscrição.

 

Mais Informações: europedirect@ccdr-alg.pt

 

 

Fonte: CCDR Algarve

Comunicar os Resultados do Portugal 2020

Qua, 18/11/2020 - 00:00

Combater a desinformação e assegurar a transparência são os objetivos da campanha sobre os resultados da aplicação dos Fundos da União Europeia, concebida pela AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP, sem recurso a qualquer contratação externa.

 

Comunicar de forma simples os resultados do Portugal 2020 é um objetivo da AD&C.

 

Publicado o Boletim Informativo dos Fundos da União Europeia, com dados reportados a 30 de setembro, foi lançada logo a seguir, a campanha “Resultados do Portugal 2020”.

 

Uma campanha para todos, com presença nos vários canais da AD&C, da Rede de Comunicação Portugal 2020 e patrocinada pela Comissão Europeia na rede social Facebook, no âmbito da Campanha “A Europa na Minha Região”.

 

Siga a AD&C nas redes sociais: Facebook | Twitter | Youtube | Linkedin | Instagram.

 

 

Fonte: AD&C

 

 

Quinze dias de cinema online gratuito para olhar outra Europa

Qua, 18/11/2020 - 00:00

De 15 a 30 de novembro, realiza-se a mostra anual de cinema, designada este ano Europa 6.1, organizada pela Representação da Comissão Europeia em Portugal e a EUNIC Portugal.

 

O Europa 6.1 propõe sete olhares sobre a cinematografia emergente, compilando sete histórias que diluem as fronteiras do continente e celebram a cidadania europeia. Áustria, França, Hungria, Luxemburgo, Polónia, Portugal e República Checa são as sete paragens deste comboio.

 

O Europa 6.1 tem como sala de exibição a plataforma Jangada, que também produz o festival.

 

PROGRAMAÇÃO EUROPA 6.1

 

MACONDO, Sudabeh Mortezai, 2014, Áustria, Drama, 98’

Com: Ramasan Minkailov, Aslan Elbiev, Kheda Gazieva

 

A VIDA NOS BOSQUES, Alain Raoust, 2019, França, Portugal, Drama, 92’

 

Com: Salomé Richard, Yoann Zimmer, Estelle Meyer

 

BRASILEIROS, Csaba M. Kiss, Gábor Rohonyi, 2017, Hungria, Comédia, 95'

 

Com: Fekete Ernő, Schmied Zoltán, Nagy Dániel Viktor, Bánki Gergely

 

GARDEN STORIES, Yann Tonnar, 2011, Luxemburgo, Documentário,

 

 

FUGA, Agnieszka Smoczyńska, 2018, Polónia, Ficção, 100’

 

Com: Gabriela Muskała e Łukasz Simlat

 

RAMIRO, Manuel Mozos, 2018, Portugal, Comédia, 104’

Com: António Mortágua e Madalena Almeida

 

KAREL, TU E EU, Bohdan Karásek, 2019, República Checa, 111’

 

Com: Jenovéfa Boková, Miroslav Faderholz, Miloslav König, Marie Švestková

 

 

 

OUTRAS INICIATIVAS DA UNIÃO EUROPEIA PARA OS SETORES CULTURAL E CRIATIVO

 

O Programa Europa Criativa é o programa da União Europeia de apoio aos setores cultural e criativo.

 

A Comissão Europeia lançou a iniciativa #CreativeEuropeAtHome, uma campanha nas redes sociais, nas contas Facebook , Twitter e Instagram do Programa Europa Criativa.

 

Pretende destacar atividades culturais em linha que estão a acontecer no âmbito do «Europa Criativa». A iniciativa #CreativeEuropeAtHome disponibiliza as criações dos beneficiários do Programa aos amantes da cultura.

 

A União Europeia lançou também a plataforma Creatives Unite dedicada aos artistas, criadores e trabalhadores do setor cultural e artístico, para que seja fácil partilhar informações e oportunidades que os ajudem nestes tempos mais difíceis.

 

 

Fonte. Rep. CE Portugal

 

Fibrenamics investe 3 ME em "nova geração" de equipamentos de proteção individual

Qua, 18/11/2020 - 00:00

A Fibrenamics, uma plataforma de Investigação e Desenvolvimento (I&D) da Universidade do Minho, cofinanciada pelo Programa NORTE 2020, está a conceber uma nova geração de máscaras e outros equipamentos de proteção individual, num investimento de cerca de três milhões de euros.

 

Em comunicado, a Fibrenamics especifica que em causa estão seis projetos de I&D, que têm por base as preocupações globais em torno da COVID-19, a sobrecarga dos sistemas de saúde e um “claro desajustamento” da oferta de equipamento de proteção face à procura.

 

O desenvolvimento destes projetos é realizado em conjunto com diversas entidades portuguesas e envolve um investimento total em I&D de cerca de três milhões de euros, com o apoio do Portugal 2020 e dos FEEI - Fundos Europeus Estruturais e de Investimento da União Europeia.

 

Os objetivos são contribuir para a diminuição da dependência de mercados externos para a matéria-prima principal (capacidade filtrante), ajudar a combater a poluição ambiental, apresentar equipamentos de proteção individual (EPI) “com níveis de proteção melhorada” e dotar a indústria nacional de capacidade técnica e científica para o desenvolvimento e produção dos mesmos.

 

Segundo a Fibrenamics, serão EPI, como máscaras, perneiras, batas, toucas, “coveralls” e cogulas, “com propriedades únicas, em que alguns casos, além de permitirem a sua reutilização, proporcionam ainda uma maior capacidade de filtração bacteriana e vírica, com propriedades hipoalergénicas, para utilização em contexto profissional e não profissional”.

 

Para o cumprimento dos objetivos propostos em cada um dos projetos, está prevista a realização de estudos em torno de novos materiais e processos, que permitam conceptualizar e desenvolver, no final, EPI funcionais, tendo por base processos produtivos “altamente eficientes, rápidos e com redução de desperdícios, no sentido de garantir uma resposta às necessidades prementes do mercado e, em particular, dos profissionais de saúde”.

 

Citado no comunicado, João Bessa, da Fibrenamics, refere que a preocupação é dar resposta à “procura massificada” de EPI e dispositivos médicos específicos, decorrente da pandemia de COVID-19. “Em particular, no caso dos sistemas de saúde, a procura centra-se em máscaras cirúrgicas, que previnam ou mitiguem a transmissão de agentes infecciosos entre pessoas, sendo um dos equipamentos mais procurados e com maior valor acrescentado para os utilizadores”, sublinhou.

 

A Fibrenamics é uma plataforma internacional da Universidade do Minho que atua em vários setores, com destaque para a arquitetura, a construção, o desporto, a medicina, a proteção, os transportes e os têxteis-lar, abrangendo todo o mundo das fibras.

 

Alicerçada numa equipa multidisciplinar, a Fibrenamics possui 45 patentes, mais de 700 artigos publicados em conferências e revistas científicas e tem diversos produtos inovadores desenvolvidos conjuntamente com agentes industriais.

 

 

Fonte: Fibrenamics/AntenaMinho

Webinar sobre o contributo dos fundos da UE para a Igualdade de Oportunidades

Qua, 18/11/2020 - 00:00

Realiza-se hoje o webinar 'Promover a dignidade – Garantir a igualdade – O contributo dos Fundos Comunitários para a Promoção da Igualdade de Oportunidades', com apoio do Programa Operacional Madeira 14-20.

 

Promovido pelo IDR - Instituto de Desenvolvimento Regional da Madeira e pelos Serviços de Igualdade e Cidadania, a abertura do evento está a cargo do vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, da directora regional dos Assuntos Sociais, Graça Moniz, e da presidente do conselho directivo do IDR, Emília Alves.

 

Os trabalhos começam com um primeiro painel que versará sobre a 'Igualdade de oportunidades – da palavra aos actos' e que conta com a participação da directora do Departamento de Inclusão da Pessoa com Deficiência, Ana Sousa, Francisco Cardoso, jornalista do Diário de Notícias da Madeira, e da presidente da Comissão Regional para a Igualdade no Trabalho e no Emprego, Lígia Capontes.

 

Seguir-se-á uma performance do Grupo de Dança do Centro de Atividades Ocupacionais do Funchal intitulada 'Sombras que falam'.

 

Para o segundo painel, que é dedicado ao 'Contributo dos Fundos Comunitários para a promoção da igualdade de oportunidades', foram convidados o presidente da comissão diretiva da Autoridade de Gestão do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Domingos Jorge Ferreira Lopes, e Jéssica Vilela, da Portugal Geographic Desk.

 

A sessão de encerramento será assinalada com uma intervenção da secretária regional de Inclusão Social e Cidadania, Augusta Aguiar.

 

Este seminário, que é transmitido pela internet, através da página do IDR no Facebook, terá como centro de emissão o 'Restaurante Terreiro', no Funchal.

 

 

Fonte: IDR

Projetos inovadores na fileira da construção

Ter, 17/11/2020 - 00:00

Num contexto de recessão, o setor da construção e materiais de construção reinventa-se apostando na diferenciação. Este é o tema da Newsletter 278 do COMPETE 2020.  

 

As macrotendências mundiais mostram  que toda a fileira da construção está a mudar, no sentido de caminhar para uma abordagem integrada ao ciclo de vida de uma construção: projeto, construção, manutenção e demolição.

 

O ambiente edificado vive momentos de mudança perante a procura de edifícios mais eficientes, reduzindo o seu impacto no planeta e proporcionando espaços confortáveis e eficientes para as pessoas viverem, trabalharem ou aproveitem apenas os espaços de lazer.

 

Construir com sustentabilidade é construir com racionalidade, tendo em vista a minimização dos impactes ecológicos que prejudicam a biodiversidade.  Este objetivo concretiza-se com o planeamento partilhado, com a utilização racional dos materiais, com o respeito pelos ciclos naturais do ar e da água, com o recurso a estratégias passivas de produção de energia e com a gestão e reciclagem de lixos.

 

Construção sustentável, também várias vezes designada por construção verde ou pela expressão internacional "Green Building", é um termo usado para designar as práticas construtivas que aumentam a eficiência dos edifícios no que concerne ao uso de energia, água e outros recursos naturais.

 

Implica a utilização de materiais e processos que reduzem o impacto negativo na saúde das pessoas e no ambiente, desde a implantação, projeto, construção, manutenção e demolição do edifício, ou seja, durante o seu inteiro ciclo de vida útil.

 

Um contexto de oportunidades para as empresas que atuam no edificado que estão a apostar no desenvolvimento de soluções sustentáveis, colaborativas e suportadas na transformação digital, como os projetos apresentados nesta Newsletter:

 

Projeto Speed Up - Materiais de Construção 4.0,  promovido pela Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção (APCMC), tem como principal objetivo acelerar a transição dos materiais de construção para uma nova realidade de adoção tecnológica e digital nos processos de negócio das PME, condições essenciais ao desenvolvimento de uma abordagem integral e integrada na fileira da construção nacional.

 

Projeto brickITsmart – resultante de um consórcio entre a Dreamdomus e a Universidade de Aveiro – visa desenvolver módulos habitáveis aliados ao conceito do it yourself. Pretende-se que sejam utilizados materiais sustentáveis e aplicações tecnológicas que contribuam para a redução de consumos.

 

Projeto MitRisk -  Plataforma para apoio à redução do risco sísmico, falámos com José Miguel Castro, investigador responsável deste projeto cofinanciado pelo COMPETE 2020 que visa desenvolver uma plataforma web para análise custo-benefício que possibilitará a elaboração de planos de reforço sísmico focados nas tipologias de edifícios mais vulneráveis, nomeadamente as anteriores a 1983.

 

Projeto CERU4 - Este projeto tem como principal objetivo o desenvolvimento de pavimentos cerâmicos decorados, com elevada resistência ao desgaste, compatível com o nível máximo de exigência U4 preconizado no teste de Mazaud no âmbito da classificação UPEC. Em simultâneo, procura-se minimizar as alterações estéticas e visuais do material (cor, decoração), para que as soluções possam abranger todas as gamas cromáticas dos pavimentos.Maior resistência ao desgaste, mais durabilidade, mais eficiência de recursos.

 

Consulte aqui:

 

| Newsletter 278 COMPETE 2020

 

 

 

Fonte: Compete2020

Formação online ‘Programação para Todos’

Ter, 17/11/2020 - 00:00

Nos próximos dias 20 e 21 de novembro, realizam-se dois seminários online ‘Programação para Todos!’, que são gratuitos e destinam-se a jovens e adultos para que todos possam aprender a programar.

  

A iniciativa do Espaço Europa, o Serviço de Informação da Comissão Europeia e do Parlamento Europeu em Portugal, Programação para todos! é uma oportunidade para o público em geral ter o primeiro contacto com a programação de Web Design e de Data Analytics.

 

Esta formação online oferece a oportunidade de assistir a um ou dois cursos de iniciação aos conceitos básicos de programação de forma divertida e atrativa.

 

Os participantes com inscrição habilitam-se ao sorteio da correção dos exercícios com comentários do formador.

 

Os seminários serão totalmente transmitidos por meio das redes sociais Facebook e Twitter da Representação da Comissão Europeia em Portugal.

 

  • 20 de novembro às 15h00 – Workshop Web Development sprint - Introdução à linguagem de programação HTML e CSS de criação de sítios Web.

INSCRIÇÕES através deste formulário.

 

  • 21 de novembro às 15h00 – Workshop Data Analytics sprint - Introdução à linguagem de programação Python de análise de dados.

 

INSCRIÇÕES através deste formulário.

 

No final dos seminários, todos os participantes terão acesso à plataforma proprietária da Learn, Plataforma 1/2/3, onde podem consultar os slides, exercícios e questionários e ainda participar num fórum com os formadores e demais participantes.

 

Os participantes que se inscrevam antecipadamente nos dois workshops receberão certificados de participação.

 

 

Fonte: CE

 

Apoiar.pt | Antecipe o 1º passo da candidatura, registando-se no Balcão 2020. Saiba como

Ter, 17/11/2020 - 00:00

A partir de hoje, já pode registar a sua empresa ou organização no Balcão Portugal 2020, se pretender requerer o novo apoio dirigido às micro e pequenas empresas dos setores mais afetados pela pandemia COVID-19. Trata-se do programa Apoiar.pt

 

O Registo no Balcão 2020 é o primeiro passo da candidatura para aceder aos apoios que serão disponibilizados já a partir de 25 de novembro através do Portugal 2020.

 

1.º Passo | Registo no Balcão Portugal 2020 

 

O registo no Balcão Portugal 2020, gerido pela AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP, é um ato simples, destinado a facilitar o processo de submissão e aprovação das candidaturas ao programa Apoiar.pt, dando origem a um formulário pré-preenchido.

 

Este registo requer apenas o NIF e o código de acesso à Autoridade Tributária, devendo o beneficiário preencher um formulário simplificado. No final do registo, receberá a chave de acesso à candidatura, que estará online a partir da data de 25 de novembro.

 

O formulário de candidatura conterá já os dados de identificação comercial, bem como a informação fiscal e dados da Segurança Social, entre outros, poupando ao beneficiário o trabalho e tempo de recolha de documentos e de preenchimento.

 

Se precisar de orientação, consulte a informação disponível nos seguintes links:

 

  • Perguntas Frequentes

https://www.portugal2020.pt/content/faq-perguntas-frequentes

 

  • Vídeos

https://www.portugal2020.pt/sites/default/files/balcao2020videos.pdf

 

  • Ajuda on-line

https://balcao.portugal2020.pt/Balcao2020/Content/themes/base/pdf/Entidades_Beneficiarias_Ajuda_Online.pdf

 

 

2.º Passo | Apresente a sua candidatura a partir de 25 de novembro através do Balcão 2020

 

 

PROGRAMA APOIAR.PT

 

O Programa Apoiar.pt destina-se a microempresas e a pequenas empresas dos setores do comércio, restauração e atividades culturais que tenham sofrido quebras de faturação superiores a 25% em termos homólogos.

 

Além deste programa, será disponibilizada uma verba adicional especificamente direcionada para o setor da restauração, com o objetivo de compensar as perdas sofridas ao longo dos dois fins-de semana de recolher obrigatório imposto pelo Estado de Emergência em vigor. Este apoio específico é acumulável com o programa Apoiar.pt.

 

Os primeiros pagamentos do Apoiar.pt deverão ser concretizados na primeira quinzena de dezembro.

 

 

Fonte: Portal do Governo/AD&C/MC/SQ

 

Projetos portugueses vão receber apoios do Programa LIFE

Ter, 17/11/2020 - 00:00

A Comissão Europeia aprovou um pacote de investimento de mais de 280 milhões de euros do orçamento da UE para 120 novos projetos do Programa LIFE, entre os quais portugueses.

 

Os vários projetos portugueses são o LIFE LxAquila para proteger a águia-perdigueira que se encontra ameaçada e que adotou Lisboa como a sua casa; o LIFEfoodCycle, para criar uma plataforma de combate ao desperdício alimentar; o LIFE DUNAS, que quer proteger as dunas do Porto Santo, na Madeira e o LIFE MARONESA  que procura aumentar a resiliência das áreas de pasto montanhosas, nomeadamente contra fogos florestais, e proteger a agricultura local.

 

Existem outros exemplos de parceiros portugueses que se envolvem em projetos de organizações de outros países como o caso do LIFE BIOAs, do LIFE PanPuffinus!, e do LIFE TERRA.

 

Este financiamento da UE desencadeará um investimento total de quase 590 milhões de euros, a fim de contribuir para a realização destes objetivos ambiciosos em matéria de ambiente, natureza e ação climática.

 

Este montante representa um aumento de 37 % em comparação com o ano passado. 

 

Os projetos ajudarão a alcançar os objetivos do Pacto Ecológico Europeu apoiando a Estratégia de Biodiversidade da UE e o Plano de Ação da UE para a Economia Circular, contribuindo para a recuperação ecológica da pandemia de coronavírus e ajudando a Europa a tornar-se um continente com impacto neutro no clima até 2050, entre outros. Muitos dos novos projetos são projetos transnacionais em que participam vários Estados-Membros.

 

Cerca de 220 milhões de euros são atribuídos a uma grande variedade de projetos nos domínios do ambiente e da eficiência na utilização dos recursos, da natureza e da biodiversidade, bem como da governação e da informação em matéria de ambiente.

 

Além disso, mais de 60 milhões de euros são atribuídos para apoiar projetos de mitigação, ou adaptação às alterações climáticas e outros nos domínios da governação e da informação.

 

Tal inclui grandes investimentos destinados a proteger e a aumentar a biodiversidade da Europa.

 

Projetos tais como a restauração das turfeiras — ecossistemas únicos para muitas espécies altamente adaptadas, raras e ameaçadas — contribuirão para dar execução à Estratégia de Biodiversidade da UE. Sendo também importantes sumidouros de carbono, as turfeiras podem impulsionar o objetivo europeu de neutralidade climática até 2050.

 

Os projetos LIFE também apoiam a redução do consumo de energia em edifícios novos, de acordo com a Estratégia para uma Vaga de Renovação da UE lançada recentemente. Os fundos serão canalizados para o desenvolvimento de soluções hipocarbónicas universais e acessíveis, que podem reduzir o consumo de energia em todos os novos edifícios até 40 %.

 

Os fundos serão igualmente canalizados para projetos que impeçam o desperdício alimentar e conduzam a uma melhor gestão dos resíduos, em conformidade com o novo Plano de Ação da UE para a Economia Circular.

 

Estão também a ser afetados recursos financeiros para um grande número de projetos que ajudarão as indústrias energívoras a reduzir as emissões de gases com efeito de estufa, em conformidade com o ambicioso Plano Meta Climática da Comissão e com o nosso objetivo de neutralidade climática.

 

OS NÚMEROS EM SÍNTESE

 

  • 34 projetos LIFE dedicados à natureza e à biodiversidade irão apoiar a aplicação das Diretivas Aves e Habitats da UE, bem como da Estratégia de Biodiversidade da UE para 2030. Dispõem de um orçamento global de 221 milhões de euros, dos quais 133 milhões de euros constituem uma contribuição da UE.

 

  • 47 projetos LIFE dedicados ao ambiente e eficiência dos recursos mobilizarão 208 milhões de euros, dos quais 76 milhões de euros serão fundos da UE. Estes projetos abrangem iniciativas em cinco domínios diferentes: qualidade do ar, ambiente e saúde, eficiência dos recursos e economia circular, resíduos e água.

 

  • 8 projetos LIFE dedicados à governação e à informação em matéria de ambiente, com um valor de quase 17 milhões de euros, com um contributo da UE de pouco mais de 9 milhões de euros, sensibilizarão o público em geral para as questões ambientais e ajudarão as autoridades públicas a promover, monitorizar e fazer cumprir a legislação ambiental da UE.

 

  • 16 projetos LIFE dedicados à mitigação das alterações climáticas terão um orçamento total de cerca de 86 milhões de euros, dos quais cerca de 32 milhões atribuídos pela UE.

 

  • 15 projetos LIFE dedicados à adaptação às alterações climáticas mobilizarão 50 milhões de euros, dos quais 26 milhões serão provenientes de fundos da UE.

 

  • 3 projetos LIFE dedicados à governação e à informação em matéria de clima melhorarão a governação e sensibilizarão para as alterações climáticas, com um orçamento total de 7 milhões de euros, dos quais a UE contribui com um pouco menos de 4 milhões de euros.

As descrições dos projetos e outras informações encontram-se no anexoVer esta ligação noutra línguaEN••• deste comunicado de imprensa.

 

Consulte aqui exemplos de Projetos Portugueses.

 

Os projetos foram selecionados entre mais de 1 250 candidaturas apresentadas no âmbito do convite à apresentação de propostas LIFE 2019, publicado em abril de 2019.

 

O Programa LIFE é o instrumento de financiamento da UE no domínio do ambiente e da ação climática. Este programa está em curso desde 1992 e cofinanciou mais de 5 500 projetos em toda a UE e em países terceiros. A cada instante, há cerca de 1 100 projetos LIFE a decorrer em simultâneo.

 

O orçamento para o período 2014–2020 está estabelecido em 3 400 milhões de euros a preços correntes. Para o próximo orçamento a longo prazo da UE (2021-2027), a Comissão propõe um aumento do financiamento para o programa LIFE de quase 60 %.

 

 

Para mais informações:

 

| Anexo: Breves resumos dos projetos adjudicados no âmbito do convite à apresentação de propostas LIFE 2019

 

| Programa LIFE

 

 

 

Fonte: Rep.CEPortugal

Páginas