Portugal 2020

Subscreva feed Portugal 2020
Notícias
Actualizado: há 2 horas 25 minutos atrás

Relatório TCE sobre condicionalidades ex ante e reserva de desempenho no domínio da coesão

Qui, 23/11/2017 - 17:22

23/11/2017

O pacote legislativo para o período de programação de 2014-2020 introduziu dois instrumentos que visam tornar as despesas da coesão mais orientadas para os resultados: as condicionalidades ex ante e a reserva de desempenho.

Enquanto o primeiro especifica determinadas condições que têm de ser cumpridas antes do início da execução dos programas, o segundo exige que a maior parte dos programas dos FEEI - Fundos Europeus Estruturais e de Investimento mantenha uma reserva de 6% do financiamento total para cada Estado-Membro.

Essa reserva será definitivamente afetada em função do resultado da análise de desempenho a realizar em 2019.

Neste Relatório Especial, o TCE - Tribunal de Contas Europeu examinou se estes dois instrumentos foram utilizados de forma eficaz para incentivar uma melhor utilização das despesas da coesão pelos Estados-Membros.

O Tribunal constatou que as condicionalidades ex ante proporcionaram um quadro coerente para avaliar a disponibilidade dos Estados-Membros para executarem os fundos da União Europeia.

Contudo, a sua avaliação constituiu um processo longo e moroso, continuando a não ser claro em que medida conduziu ou conduzirá, efetivamente, a mudanças no terreno. A manutenção das condicionalidades ex ante depende do nível de compromisso e de apropriação dos Estados-Membros.

O Tribunal considerou igualmente que o quadro e a reserva de desempenho oferecem poucos incentivos a uma maior orientação dos Programas Operacionais para os resultados, uma vez que se baseiam principalmente em despesas e realizações.

Consulte AQUI:

| Relatório Especial TCE nº 15/2017

 

 

Fonte: TCE

 

 

 

 

 

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PO ISE promove Sessão de Esclarecimento MAVI

Qui, 23/11/2017 - 15:30

23/11/2017

No âmbito da Tipologia de Operação 3.18 MAVI - Modelo de Apoio à Vida Independente, do PO ISE - Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, serão realizadas durante o mês de novembro 3 sessões de divulgação, nos distritos do Porto, Coimbra e Évora.

As sessões de divulgação são dirigidas às entidades potencialmente beneficiárias da Tipologia de Operação 3.18 e a inscrição é obrigatória e gratuita. 

Os encontros, de organização conjunta entre o PO ISE e o INR - Instituto Nacional para a Reabilitação, na qualidade de Organismo Intermédio, têm como principal objetivo a apresentação do MAVI - Modelo de Apoio à Vida Independente-Assistência Pessoal, bem como dos procedimentos inerentes à operacionalização desta Tipologia de Operação.

As inscrições devem ser realizadas no website do INR a partir do dia 20/ 11/2017 e encerram no dia útil anterior à data de realização da sessão de divulgação ou, quando atingido o limite de lotação do auditório.

Os participantes inscritos receberão via correio eletrónico a confirmação/validação da sua inscrição, assim como a informação acerca do local de realização das mesmas.

 

Fonte: PO ISE

 

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conselho de Inovação Regional do Algarve lança novos desafios estratégicos

Qui, 23/11/2017 - 12:10

23/11/2017

O CIRA - Conselho de Inovação Regional do Algarve reuniu-se para apresentação de resultados e aprovação de novos grupos de trabalho temáticos, enquadrados na RIS3 Algarve - Estratégia de Especialização Inteligente da Região do Algarve.

Durante a reunião foi feito um ponto de situação sobre a atividade do Programa Operacional CRESC Algarve 2020 e apresentados resultados da atividade desenvolvida pelos grupos de trabalho do Turismo, do Mar, da Energia e da RIA -Região Inteligente Algarve.

O ponto de situação foi efetuado, respetivamente, pelos representantes da Região de Turismo do Algarve (RTA), da Maralgarve, da Enercoutim e da Altice/PT.

Esta segunda reunião do CIRA realizou-se na passada segunda-feira, dia 20 de novembro, na CCDR Algarve - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, em Faro, que contou com a presença de cerca de 90 participantes.

Foi ainda proposta e aprovada a formalização de dois novos grupos de trabalho setoriais nas áreas da Saúde e Agroalimentar, prosseguindo desta forma com a concretização dos objetivos definidos no modelo de governança da estratégia de especialização inteligente do Algarve, envolvendo entidades públicas, associativas e empresariais.

Segundo o presidente da CCDR Algarve, Francisco Serra «O desenvolvimento de projetos relacionados com o conhecimento em turismo, as novas formas de produção de energia e a criação de redes inteligentes para a gestão energética, a inovação e crescimento da economia do mar, o desenvolvimento de uma plataforma de dados abertos de âmbito regional (Região Inteligente Algarve) deverão estimular a exploração de novas oportunidades de desenvolvimento regional nos próximos anos».

Referiu ainda, que «enquanto desafios macro, estas iniciativas favorecem a digitalização e a integração futura de projetos setoriais como as Cidades Inteligentes, o Destino Turístico Inteligente e a Mobilidade Inteligente, entre outros, criando uma dinâmica de desenvolvimento mais direcionada para a sociedade do conhecimento».

O CIRA é um órgão consultivo da RIS3 Algarve, presidido pela CCDR Algarve, previsto na contratualização do Programa Operacional do Algarve 2020, no âmbito do qual foi obrigatório desenvolver uma Estratégia de Especialização Inteligente (RIS3) como condição de acesso aos Fundos Europeus Estruturais no período de 2014 a 2020.

A RIS3 Algarve é um processo dinâmico que envolve a participação de parceiros regionais, empresas, produtores de tecnologia, entidades do sistema científico e tecnológico, universidade, associações empresariais, entidades nacionais de planeamento e de gestão de políticas de I&I e entidades intermunicipais.

O orgão tomou também conhecimento da aprovação no Conselho Regional do Algarve, no passado mês de junho, de uma moção favorável ao combate às alterações climáticas.

 

Fonte: Gab. Comunicação CCDR Algarve       

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Aprender ao Longo da Vida com o PO Capital Humano

Qui, 23/11/2017 - 11:35

23/11/2017

Realizou-se no passado dia 20 de novembro, no Grande Auditório do ISCTE, o seminário Aprender ao Longo da Vida, organizado pela Associação Direito de Aprender com o apoio do PO CH – Programa Operacional Capital Humano.

​Perante uma plateia de cerca 300 pessoas, Alexandre Quintanilha, Presidente da Comissão de Educação e Ciência da Assembleia da República, afirmou, durante a sessão de abertura, a importância da aprendizagem ao longo da vida para o desenvolvimento de uma sociedade que se quer mais qualificada.

O governante deu ainda nota que a evolução social nos últimos 30 anos aconteceu muito graças ao aumento das qualificações das pessoas. "A única coisa mais cara que a educação é a ignorância", citou.

Gonçalo Xufre, responsável máximo pela Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional, I.P. (ANQEP,I.P.), afirmou que após alguns anos de desinvestimento na formação de adultos este é o momento de "reforçar a importância da aprendizagem ao longo da vida" na vida das pessoas que pretendem adquirir novas competências.

Presentes no evento enquanto oradores estiveram, entre outros, Henrique Gil da Escola Superior de Educação de Castelo Branco, Maria José Sousa da Universidade Europeia e IDEFE/ISEG – Universidade de Lisboa, Maria da Luz Pessoa e Costa do IEFP, David Rodrigues, Presidente da Pró – Inclusão, Fátima Claudino da Comissão Nacional da UNESCO e Teresa Calçada do Plano Nacional de Leitura 2027.

A Semana Aprender ao Longo da Vida decorre entre o dia 20 e 24 de novembro e tem como objetivo ser uma plataforma de dinamização da aprendizagem ao longo da vida.

Para tal são promovidas várias Atividades Locais que têm como objetivo estimular iniciativas que envolvam organização de eventos, em espaços não convencionais, para promover e/ou dar a conhecer diferentes formas de aprendizagem.

 

Fonte: AG PO CH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Projeto com apoio COMPETE 2020 quer converter calor dos gases de escape em eletricidade

Qua, 22/11/2017 - 17:29

22/11/2017

O projeto Exhaust2Energy liderado pela UMinho - Universidade do Minho, cofinanciado pelo Programa Operacional COMPETE 2020, está a desenvolver um sistema inovador de recuperação da energia perdida no escape dos automóveis para produção de eletricidade.

Com a participação da Universidade do Porto e do Instituto Superior Técnico, este projeto já suscitou interesse pela multinacional norte americana BorgWarner, bem como pela Cimpor e a Lipor que também demonstraram interesse na tecnologia.

Cofinanciado pelo COMPETE 2020 no âmbito do SAICT - Sistema de Apoio à Investigação Científica e Tecnológica, o projeto Exhaust2Energy envolveu um investimento elegível de cerca de 200 mil euros e um incentivo do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, de cerca de 162 mil euros. 

Veja o VÍDEO e leia a ENTREVISTA ao COMPETE 2020 onde Francisco Brito, do Centro de Tecnologias Mecânicas e Materiais da Universidade do Minho explica o projeto que está a liderar.

 

 

 

 

Fonte: Compete 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Madeira 14-20 aprova 113 candidaturas num total de 2,3 milhões de euros de Fundos UE

Qua, 22/11/2017 - 11:40

22/11/2017

Foram aprovadas 113 candidaturas na 32ª reunião da Unidade de Gestão do Programa Operacional Madeira 14-20, presidida pelo Instituto de Desenvolvimento Regional IP-RAM, no passado dia 21 de novembro.

O parecer favorável à aprovação das 113 candidaturas, tem um montante total elegível de 18,4 milhões de euros, dos quais 2,3 milhões de euros correspondente à comparticipação dos Fundos da União Europeia (FEDER).

Destas candidaturas, apenas uma é referente a entidades públicas, no montante de 36,5 mil euros Fundo, relativa ao Plano Mobilidade Urbana Sustentável do Funchal, da responsabilidade do Município do Funchal.

No âmbito dos Sistemas de Incentivos (SI), foram aprovadas 112 candidaturas, que ascendem a 2,2 milhões de euros de FEDER, com a seguinte distribuição:

  • 2 Candidaturas no âmbito do SI Empreender 2020, no montante de 99,8 mil euros

  • 110 Candidaturas no âmbito do SI Funcionamento 2020, no montante de 2,1 milhões de euros

Desde a sua implementação, o Programa Madeira 14-20, já aprovou 1.940 candidaturas, que absorvem 67% do montante Fundo programado, ou seja, cerca de 270,8 milhões de euros, de um valor global Fundo de 403,3 milhões de euros.

Destas, 1.843 candidaturas foram aprovadas no âmbito do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, ascendendo a 172,1 milhões de euros Fundo, o que representa uma taxa de compromisso de 63% da dotação programada.

As restantes 97 candidaturas aprovadas, no valor de 98,7 milhões de euros Fundo, foram cofinanciadas pelo FSE – Fundo Social Europeu, tendo este Fundo já comprometido 76% da sua dotação prevista.

Consulte AQUI:

| LISTA OPERAÇÕES APROVADAS Madeira 14-20

 

Fonte: Madeira 14-20

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Programa Mar 2020 lança primeira Newsletter

Ter, 21/11/2017 - 16:31

21/11/2017

O Programa Operacional Mar 2020 acaba de lançar a sua primeira newsletter.

Os destaques no primeiro número desta nova publicação incidem sobre o primeiro ano de execução do Mar 2020, a representação do programa no Oceans Meeting, o apoio ao projeto Aki Del Mar e os montantes pagos às candidaturas portuguesas.

 

DESTAQUES no 1º número:
 

  • Programa Operacional Mar 2020 – Primeiro ano de execução com compromissos de mais de 241 milhões de euros
  • Programa Operacional Mar 2020 representado no Oceans Meeting – Honrar o passado da pesca portuguesa com projetos inovadores e virados para o futuro
  • Comparticipação da União Europeia e nacional ascende a 1 milhão de euros - Aki Del Mar recorreu ao Mar 2020
  • Pagos até ao momento 37 milhões de euros às candidaturas portuguesas - Portugal regista a segunda melhor execução do FEAMP de apoio à pesca

Consulte AQUI:

| Mar 2020 Newsletter novembro‘17

 

Fonte: Mar 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Orçamento da UE 2018 orientado para emprego, investimentos, migração e segurança

Ter, 21/11/2017 - 15:15

21/11/2017

O orçamento aprovado da União Europeia para 2018 confirma que a maior parte será destinada a estimular a criação de emprego, sobretudo para os jovens, bem como a estimular o crescimento, os investimentos estratégicos e a convergência.

A União Europeia continuará igualmente a apoiar os esforços no sentido de abordar de forma eficaz o desafio da migração e da segurança.

O orçamento da UE para 2018 é fixado em 160,1 mil milhões de EUR em autorizações (recursos que podem ser acordados por via contratual durante um determinado ano) e 144,7 mil milhões de EUR em dotações de pagamento (recursos que serão pagos).

Quase metade dos fundos (77,5 mil milhões de EUR em autorizações) destina-se a tornar a nossa economia mais forte, as nossas universidades mais competitivas e as nossas empresas mais bem preparadas para competir no mercado mundial.

A título de exemplo, 2 mil milhões de EUR serão atribuídos ao FEIE - Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos, o cerne do Plano Juncker, 354 milhões de EUR apoiarão as pequenas e médias empresas através do COSME - Programa para a Competitividade das Empresas e das Pequenas e Médias Empresas, e 11,2 mil milhões de EUR destinam-se ao HORIZONTE 2020, o programa de financiamento da investigação e inovação da UE.

Um total de 55,5 mil milhões de EUR irá para o aumento do crescimento, criação de emprego e promoção da convergência em todos os Estados-Membros e regiões, através dos FEEI - Fundos Europeus Estruturais e de Investimento.

Os jovens terão mais apoio e melhores oportunidades de encontrar emprego graças a 350 mil milhões de EUR para a Iniciativa para o Emprego dos Jovens, uma ação fundamental para fazer face ao desafio do desemprego dos jovens nos nossos Estados-Membros.

A ajuda aos agricultores europeus ascende a 59 mil milhões de EUR.

Na sequência do lançamento do Fundo Europeu de Defesa, 40 milhões de EUR estão orçamentados para financiar projetos de investigação colaborativa em tecnologias e produtos de defesa inovadores. Contando com 25 milhões de EUR já atribuídos em 2017, o orçamento total da UE consagrado à investigação em matéria de defesa até 2019 ascende a 90 milhões de EUR.

Cerca de €4,1 mil milhões de EUR serão dedicados à gestão da migração e à resolução de questões em matéria de segurança. Uma vez que a maior parte do financiamento já foi antecipado, o montante total para estes domínios de intervenção eleva-se a 22 mil milhões de EUR para o período 2015-2018.

Saiba mais sobre o orçamento que ajuda a transformar as prioridades políticas em realidade, através do website da Representação da Comissão Europeia em Portugal.

 

 

Fonte: Rep. CE em Portugal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Programa CENTRO 2020 já tem 3349 projetos aprovados

Ter, 21/11/2017 - 11:41

21/11/2017

O Programa Operacional CENTRO 2020 aprovou, até 30 de setembro de 2017, um total de 3.349 projetos, que representam um investimento de 1.742 milhões de euros, nos mais diversos setores da economia.

Consulte, no Boletim Mensal de setembro, a evolução da execução financeira do Programa Centro 2020.

No Boletim encontra também informação detalhada sobre o Investimento Municipal, os Pactos para o Desenvolvimento e Coesão Territorial, a Política de Cidades, a Territorialização das Políticas e o Investimento Empresarial.

Consulte AQUI:

| LISTA PROJETOS APROVADOS CENTRO 2020

 

Fonte: CENTRO 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Concurso procura ideias para valorizar espaço rural na região Centro

Seg, 20/11/2017 - 16:31

20/11/2017

No âmbito do projeto Smart Rural, Smart HIESE, cofinanciado pelo Programa Operacional CENTRO 2020, a segunda edição do Concurso de Ideias de Negócio “Smart Rural Contest”, promovido pela Incubadora do Instituto Pedro Nunes, já está em marcha acelerada.

Os interessados podem concorrer até ao dia 2 de Fevereiro de 2018 com ideias de negócio que promovam e valorizem o espaço rural em áreas como a agroindústria, floresta, energias limpas e turismo.

O concurso que visa a promoção e apoio para o aparecimento de ideias de negócio destinadas à criação de novos projetos empresariais a sediar na Incubadora HIESE, em Penela, privilegia 10 mil euros em prémios não pecuniários a distribuir pelos vencedores, e a incubação, virtual ou física, no HIESE por um período até 12 meses.

As candidaturas podem ser feitas em www.smartrural.pt.

Refira-se que o Smart Rural, Smart HIESE é um projeto de empreendedorismo e inovação rural apoiado pelo CENTRO 2020, que visa tornar a incubadora HIESE - Habitat de Inovação Empresarial nos Setores Estratégicos, num espaço preferencial para a criação de ideias inovadoras e de iniciativas empresariais em meio rural.

Liderada pelo Instituto Pedro Nunes, a iniciativa tem como entidades parceiras na execução o município de Penela, a associação IEBA e a consultora Previum.

A primeira edição do “Smart Rural Contest” premiou três ideias de negócio. O projeto vencedor foi o “Ecoxperience” que valorizou o meio ambiental, oferecendo a famílias e empresas a possibilidade de transformar óleo alimentar usado em sabão líquido dermatologicamente testado e totalmente biodegradável.

Na entrega de prémios do primeiro concurso, Ana Abrunhosa, presidente da CCDRC - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, referiu-se à incubadora HIESE como um excelente exemplo de aplicação de fundos da União Europeia e aconselhou as outras autarquias a terem Penela como referência, sublinhando que cuidar e valorizar a economia rural é o caminho a seguir para ter um país mais desenvolvido.

 

 

Fonte: Diario de Coimbra/CENTRO 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Portugal 2020 já apoiou mais de 300 projetos hoteleiros

Seg, 20/11/2017 - 15:36

20/11/2017

O Portugal 2020 já apoiou mais de 300 projetos hoteleiros, num valor de 300 milhões de euros, conforme anunciado pelo ministro da Economia, que atualizou para 90 o número de hotéis que vão abrir em 2017 e 2018.

Na sessão de encerramento do 29.º Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo, organizado pela AHP - Associação da Hotelaria de Portugal, em Coimbra, Manuel Caldeira Cabral disse que o “enorme crescimento”, além da dinamização da procura, também requer “dinamização da oferta, que se faz pelos instrumentos financeiros”.

Foram assim lançados instrumentos de financiamento, nomeadamente para a requalificação da oferta turística.

Depois de ter afirmado, na Assembleia da República, estarem em construção cerca de 80 hotéis para abrirem nos próximos dois anos, o ministro atualizou o número para 90 infraestruturas que vão abrir “este ano e no próximo” para “responder ao aumento da procura”.

Caldeira Cabral considerou que o aumento da procura “está a ser sustentável”, por ser dispersa e acontecer ao longo de todo o ano, referindo também que o crescimento é tanto da quantidade, como da qualidade.

Na sua intervenção, o governante tinha recordado que Portugal protagoniza o maior crescimento do número de turistas no Sul da Europa. “O Turismo está a viver um bom momento porque está também a crescer de forma sustentável. Estamos aqui em Coimbra, na região Centro, uma das que mais cresceram”, a par dos Açores e Alentejo, disse Caldeira Cabral, que sublinhou a necessidade de o crescimento continuar e que “se espalhe mais pelo território”.

No congresso participaram 423 pessoas, com Raul Martins, presidente da AHP, a considerar que o evento, sob o tema “Descobriram Portugal e Agora?” foi um sucesso.
 

Fonte: Diário de Coimbra

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Participe na Sessão de Capacitação na RIS3 da região Centro

Seg, 20/11/2017 - 15:12

20/11/2017

No próximo dia 23 de novembro, realiza-se a Sessão de Capacitação na RIS3 da região Centro, em Coimbra.

O evento é organizado por um grupo de Clusters de Competitividade, em parceria com a CCDRC - Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, a CIM Coimbra - Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra e o IPN - Instituto Pedro Nunes.

Trata-se de uma oportunidade para conhecer a RIS3 do Centro - Estratégia de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente, e saber a resposta a algumas questões fundamentais, tais como:
 

  • Já conhece as áreas de aposta da RIS3 do Centro?

  • Sabia que o alinhamento com a RIS3 do Centro tem sido usado na avaliação da admissibilidade e do mérito dos projetos candidatos ao Portugal 2020 com investimento na Região Centro?

  • Quer tirar partido da RIS3 do Centro para melhorar a sua vantagem competitiva e a sua oportunidade de Inovação?
     

Consulte o PROGRAMA e INCREVA-SE no evento.

 

Fonte: CENTRO 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Evento ECO.AP Summit - A Eficiência Energética na Administração Pública, com apoio PO SEUR

Seg, 20/11/2017 - 12:46

20/11/2017

Realiza-se hoje o ECO.AP Summitum evento cofinanciado pelo PO SEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, que tem como tema principal a Eficiência Energética na Administração Pública.

No ECO.AP Summitque decorre desde as 9h00, no Pavilhão Carlos Lopes, Parque Eduardo VII, em Lisboa, será apresentada a Campanha de Sensibilização para divulgação de boas práticas «A Energia tem Eco no Futuro», porque a gestão da energia hoje tem um impacte forte na forma como vamos viver amanhã.

Adicionalmente, será apresentado o novo Barómetro ECO.AP, apresentados casos de sucesso de boas práticas na Administração Pública, e debatido o papel do Estado no alcance das metas de eficiência energética para 2030.

O ECO.AP Summit insere-se no âmbito do "ECO.AP" - Programa de Eficiência Energética na Administração Pública, que tem como objetivo atingir um nível de eficiência energética de 30% nos organismos e serviços da Administração Pública até 2020.

Este evento é promovido pela ADENE – Agência para a Energia, no âmbito de uma Operação cofinanciada pelo PO SEUR.

Consulta o PROGRAMA e faça aqui a sua INSCRIÇÃO.

 

Fonte: PO SEUR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fundos da União Europeia estimulam pequenos negócios no Algarve

Seg, 20/11/2017 - 11:40

20/11/2017

O Programa Operacional Regional CRESC ALGARVE 2020 recorda que a 3ª fase de candidaturas ao SI2E - Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e Emprego, ainda decorre até 14 de dezembro.

O SI2E, visa apoiar projetos de criação, expansão ou modernização de micro e pequenas empresas com criação líquida de emprego, através do financiamento de postos de trabalho e das despesas de investimento.

No Algarve, é gerido pelos Grupos de Ação Local (GAL), e é aplicável a projetos com um investimento elegível até 100.000 Euros.  

As operações podem ser financiadas por via do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e/ou do FSE - Fundo Social Europeu, sendo que para concorrer ao SI2E, o Promotor deve aceder ao Balcão 2020|Inclusão Social e Emprego.

Para mais informação consulte a página de Avisos/Concursos Abertos do CRESC ALGARVE 2020.

Para esclarecimentos adicionais e resposta a eventuais dúvidas os interessados poderão contactar com os representantes dos GAL, as entidades gestoras responsáveis pelo acompanhamento, nomeadamente:

  • GAL RURAL – INTERIOR DO ALGARVE CENTRAL (Associação In Loco – Nélson Domingues)

  • GAL URBANO SILVES 2020,

  • GAL URBANO LAGOS CIDADE 2020 e GAL RURAL ADERE 2020 (Associação Vicentina – Aura Fraga)

  • GAL URBANO FARO2020 (Fundação António da Silva Leal – César Augusto)

  • GAL COSTEIRO – SOTAVENTO DO ALGARVE (Município de Olhão – Edgar Domingos), GAL COSTEIRO – PESCA DO BARLAVENTO DO ALGARVE), Agência de Desenvolvimento do Barlavento – José Moura Bastos)

  • GAL URBANO TAVIRA 2020 (Fundação Irene Rolo – Noémia Neves)

  • GAL RURAL BAIXO GUADIANA 2020 (Associação Terras do Baixo Guadiana – Ricardo Bernardino)

  • Autoridade de Gestão do CRESC Algarve 2020

Em relação às duas fases anteriores do SI2E no Algarve foram aprovadas  19 candidaturas até 31 de outubro, com um investimento total de 967.447 Euros.


Consulte AQUI:

| Lista atualizada dos Projetos Aprovados

 

Fonte: CRESC ALGARVE 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Feira do Empreendedor de 23 a 25 de novembro

Sex, 17/11/2017 - 16:23

17/11/2017

A 20.ª edição da Feira do Empreendedor decorre na Alfândega do Porto, entre os dias 23 e 25 de novembro, com uma agenda dedicada ao apoio direto ao empreendedorismo qualificado, autoemprego e ao reforço de competências empreendedoras.

A Feira do Empreendedor vai reunir cerca de uma centena de empresas, atraindo empreendedores portugueses, especialistas internacionais e players de referência do ecossistema para um programa completo dedicado à criação e expansão de negócios.


ECOSSISTEMA DE EMPREENDEDORISMO

A área expositiva vai privilegiar o universo das startups, com o showroom Startup Village, que contará com 60 startups, ocupando metade da área expositiva. A restante área  vai ser dedicada ao showroom temático: Entrepreneur Showcase com 40 empresas e entidades.

A Startup Village é o epicentro do evento, reunindo 60 projetos de base tecnológica, científica e criativa com uma dinâmica mais disruptiva, informal e ousada. As startups representadas neste espaço são exemplos do que de melhor Portugal está a desenvolver na competitiva economia do conhecimento.

Já o Entrepreneur Showcase concentra atenções no apoio à criação e expansão de empresas e, ainda, no suporte ao emprego qualificado e à formação de recursos humanos de elevado potencial. Este showroom assume uma lógica mais ampla em que cabem também pequenos negócios, projetos de autoemprego e outros projetos de empreendedorismo mais abrangentes.

Esta vertente expositiva dos espaços Startup Village e Entrepreneur Showcase é complementada com palestras temáticas conduzidas por especialistas nacionais ou globais, conferências práticas, workshops especializados, sessões de pitching e de investimento, experiências de aceleração e ações de networking.


A FEIRA DO EMPRENDEDOR 

No total das 19 edições já realizadas, a Feira do Empreendedor já envolveu mais de 270 mil empreendedores e 1900 jovens empresas. Na edição de 2017 são esperados mais de 10 mil visitantes durante os três dias da Feira.

A iniciativa é organizada pela Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), através da marca Academia dos Empreendedores, em conjunto com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, I.P. (IEFP).

Mais informações disponíveis no website da Feira.

 

Fonte: ANJE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Convite para projetos de cooperação ligados ao Ano Europeu do Património Cultural 2018

Sex, 17/11/2017 - 16:05

17/11/2017

A Comissão Europeia lançou um convite à apresentação de propostas para financiar Projetos Transnacionais de Cooperação ligados ao Ano Europeu do Património Cultural 2018.

A iniciativa decorre no âmbito do programa Europa Criativa para os setores cultural e criativo, sendo a apresentação de propostas um convite para atores culturais como salas de concertos, óperas e grupos de teatro em toda a União Europeia, se envolverem nas atividades do Ano Europeu do Património Cultural 2018.

No total, espera-se que 5 milhões de euros estejam disponíveis para os projetos patrimoniais.

A Comissão dará preferência a projetos que se concentrem em atividades de conscientização e comunicação, e que terão um impacto a longo prazo.

A data limite para a apresentação de propostas é 22 de novembro 2017.

Os projetos devem começar entre janeiro e setembro de 2018 e podem ter uma duração máxima de 24 meses.

Mais informações estão disponíveis no website do Ano Europeu do Património Cultural 2018.

 

Fonte: CE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PO CH tem novo serviço de 'call center'

Sex, 17/11/2017 - 14:41

17/11/2017

O PO CH – Programa Operacional Capital Humano tem disponível, desde ontem, uma central de atendimento com o objetivo de assegurar uma ligação mais personalizada entre o Programa e as entidades beneficiárias, procurando responder às questões de forma mais célere.

O novo número de contato do Programa é o 21 597 67 90, com um horário de atendimento entre as 9 horas e as 18 horas.

Este serviço de comunicação pretende assegurar um espaço de eficiência na informação a disponibilizar a quem contacta o PO CH.

Tem por objetivo aumentar a proximidade entre todos os parceiros do PO CH e valorizar práticas centradas em linguagem acessível, tornando-se indutor de uma maior transparência e credibilidade da boa aplicação dos Fundos Europeus, em linha com a Estratégia de Comunicação do PO.

Não obstante, as entidades beneficiárias poderão continuar a utilizar o endereço de correio eletrónico do PO CH para resposta a dúvidas e questões, através de  poch@poch.portugal2020.pt, ou acompanhando diariamente a informação disponibilizada no Portal e nas redes sociais - FacebookLinkedinTwitter e canal Youtube.​

 

Fonte: AG POCH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dirigentes da UE debatem ações futuras no domínio da Educação e da Cultura

Sex, 17/11/2017 - 12:04

17/11/2017

Os dirigentes da União Europeia (UE) reúnem-se hoje, em Gotemburgo, para debater ideias concretas com vista a reforçar a agenda da UE para a Educação e a Cultura.

Este debate faz parte da Agenda dos Dirigentes, o programa de trabalho que norteia a ação da UE até 2019, e contribuirá para os preparativos da cimeira em dezembro.

Donald Tusk, Presidente do Conselho Europeu, preside a este debate sobre Educação e Cultura com os dirigentes da UE, que vão discutir a forma de intensificar os esforços da UE no domínio da Educação e Cultura, como referido pelo Presidente Donald Tusk na Carta de Convite antes do debate.

"Quero que analisemos o que mais podemos fazer para apoiar as nossas políticas de educação e cultura, quer a nível da UE, quer através de projetos-piloto impulsionados por alguns de vós. Muitas ideias foram por vós apresentadas”.

Os dirigentes debaterão ideias concretas para fazer avançar a agenda da UE para a Educação e a Cultura, tais como:
 

  • Uma mobilidade reforçada e intercâmbios para os jovens europeus

  • Uma rede de universidades europeias

  • O reconhecimento mútuo dos diplomas do ensino secundário

  • Um programa Erasmus para jovens artistas
     

O debate sobre Educação e Cultura faz parte da Agenda dos Dirigentes, que foi discutida pelos membros do Conselho Europeu em 20 de outubro de 2017, tendo merecido o seu apoio unânime. O objetivo desse programa de trabalho concreto é orientar a ação da UE nos próximos dois anos.


MELHOR EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO PARA OS JOVENS

O debate realiza-se por ocasião do 30.º aniversário do Programa ERASMUS e contribuirá para os preparativos da próxima reunião do Conselho Europeu, de 14 a 15 de dezembro.

O debate baseia-se na Declaração de Roma assinada em 25 de março de 2017, sendo que os dirigentes da UE 27 comprometeram-se a trabalhar em prol de uma União onde os jovens tenham acesso à melhor educação e formação e possam estudar e encontrar trabalho em todo o continente.

Comprometeram-se também a preservar o património cultural europeu e a promover a diversidade cultural.

Essa reunião informal terá lugar à margem da Cimeira Social para o Emprego Justo e o Crescimento, que se realiza hoje, em Gotemburgo, na Suécia, copresidida por Jean-Claude Juncker, Presidente da Comissão Europeia, e por Stefan Löfven, Primeiro Ministro da Suécia.

Antes do debate sobre Educação e Cultura, Donald Tusk convidará o Primeiro Ministro Stefan Löfven e Jean-Claude Juncker a apresentarem uma panorâmica das suas conclusões da Cimeira Social.

Donald Tusk partilhará igualmente as suas ideias sobre o modo de levar por diante a agenda social no Conselho Europeu de dezembro.

 

 

Fonte: Conselho da UE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PO CH tem novo serviço de 'call center'

Sex, 17/11/2017 - 11:23

17/11/2017

O PO CH – Programa Operacional Capital Humano tem disponível, desde ontem, uma central de atendimento com o objetivo de assegurar uma ligação mais personalizada entre o Programa e as entidades beneficiárias, procurando responder às questões de forma mais célere.

O novo número de contato do Programa é o 21 597 67 90, com um horário de atendimento entre as 9 horas e as 18 horas.

Este serviço de comunicação pretende assegurar um espaço de eficiência na informação a disponibilizar a quem contacta o PO CH.

Tem por objetivo aumentar a proximidade entre todos os parceiros do PO CH e valorizar práticas centradas em linguagem acessível, tornando-se indutor de uma maior transparência e credibilidade da boa aplicação dos Fundos Europeus, em linha com a Estratégia de Comunicação do PO.

Não obstante, as entidades beneficiárias poderão continuar a utilizar o endereço de correio eletrónico do PO CH para resposta a dúvidas e questões, através de  poch@poch.portugal2020.pt, ou acompanhando diariamente a informação disponibilizada no Portal e nas redes sociais - FacebookLinkedinTwitter e canal Youtube.​

 

Fonte: AG POCH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lisboa 2020 abre concurso para Eficiência Energética em Infraestruturas Públicas

Qui, 16/11/2017 - 16:31

16/11/2017

O Programa Operacional Regional Lisboa 2020 abriu concurso para apresentação de candidaturas no âmbito da Eficiência Energética nas Infraestruturas Públicas da Administração Local.

O AVISO Nº LISBOA 03-2017-27, do domínio da Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, visa o apoio a projetos que contemplem a implementação de medidas de eficiência energética, nas infraestruturas e equipamentos existentes da Administração Local, com recurso a apoio de subvenção reembolsável e subvenção não reembolsável, esta última, obrigatória para as auditorias e estudos.

Podem apresentar candidatura, enquanto potenciais beneficiárias, Autarquias Locais, suas Associações e as empresas do setor empresarial local detidas a 100% por entidades públicas e as entidades beneficiárias de projetos identificados no Pacto de Desenvolvimento e Coesão Territorial da AML.

A receção de candidaturas decorrerá em duas fases, com uma dotação máxima indicativa do FEDER – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional de 11,28 milhões de euros, nos períodos seguintes:
 

| 1.ª FASE: de 15 de novembro de 2017 até às 18:00h do dia 31 de dezembro de 2017

| 2.ª FASE: de 1 de janeiro de 2018 até às 18:00h do dia 28 de fevereiro de 2018

| 3.ª FASE: de 1 de março de 2018 até às 18:00h do dia 30 de abril de 2018

 

Consulte AQUI:

| DOCUMENTOS DO CONCURSO

 

 

Fonte: Lisboa 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Páginas