Portugal 2020

Subscreva feed Portugal 2020
Notícias
Actualizado: há 1 hora 9 minutos atrás

Sessão de esclarecimento sobre apoios do NORTE 2020, em Castelo de Paiva

Sex, 23/02/2018 - 15:34

23/02/2018

No próximo dia 5 de março, realiza-se uma sessão de esclarecimento sobre os apoios do Programa Operacional NORTE 2020 relativos à criação, expansão ou modernização de pequenos negócios.

A sessão é promovida pela CCDR-N – Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, em parceria com o Município de Castelo de Paiva, tendo lugar às 17h30, na Biblioteca Municipal.

A iniciativa decorre do concurso SI2E – Sistema de Apoio ao Empreendedorismo e Emprego, que prevê um apoio na ordem dos 2,5 milhões de Euros para micro e pequenas empresas do concelho.

A abertura deste concurso surge no contexto dos prejuízos causados pelo incêndio que atingiu Castelo de Paiva em outubro e permite financiar a fundo perdido investimentos até 235 mil Euros por empresa.

Os apoios incluem financiamento para a criação de postos de trabalho e para investir, por exemplo, na aquisição de máquinas e equipamentos, na componente informática, na gestão de marcas e planos de marketing ou em pequenas obras de remodelação.

 

 

Fonte: CCDRN

 


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apresentadas propostas de Reprogramação do Portugal 2020

Sex, 23/02/2018 - 12:33

23/02/2018

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, revelou ontem aos municípios portugueses uma proposta de Reprogramação do atual quadro de fundos da União Europeia Portugal 2020, que promete apresentar em breve à Comissão Europeia.

De acordo com Manuel Machado, presidente da ANMP - Associação Nacional de Municípios Portugueses, foi uma reunião produtiva, estando agora “a trabalhar nos detalhes indispensáveis para a melhoria da eficiência da aplicação dos fundos do Portugal 2020”, declarou após a reunião que decorreu ontem em Lisboa.

Sem acrescentar ou divulgar mais pormenores, por se estar “num processo negocial”, o autarca sublinhou que o tema será fruto de encontros e reflexões futuras, dado o impacto que as alterações poderão ter no país, nos mais diversos sectores.

Segundo Manuel Machado, o tema voltará a ser abordado na próxima reunião do conselho de concertação territorial, agendada para o próximo dia 27.

 

Fonte: Lusa
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PO ISE lança concurso no âmbito da Formação modular para empregados e desempregados

Sex, 23/02/2018 - 11:41

23/02/2018

O PO ISE – Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, lançou um novo concurso relativo à Tipologia de Operações ‘Formação modular para empregados e desempregados’.

Assim, a Autoridade de Gestão do Programa informa que o período para submissão de candidaturas abertas através do AVISO N.º POISE-24-2018-02, vai decorrer entre as 00:00 horas do dia 27 de fevereiro e as 18:00 do dia 27 de março de 2018.

Consulte o AVISO publicado no website do PO ISE em Avisos Abertos ou no Balcão 2020 – Inclusão  Social e Emprego.

 

 

Fonte: PO ISE

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

PO CH já pagou 1,4 mil milhões de euros aos Beneficiários

Sex, 23/02/2018 - 11:31

23/02/2018

Até 31 de dezembro de 2017 a Taxa de Execução do PO CH – Programa Operacional Capital Humano, situava-se nos 37% e a Taxa de Compromisso nos 69%, indicadores que conferem ao PO CH um desempenho de destaque no Portugal 2020.

No total o PO CH aprovou 2090 operações.

Para a Formação de Jovens foram aprovadas 1.520 candidaturas, num montante total de 1.5 mil M€, o que corresponde a 61% do total de investimento aprovado.

Na Formação Superior e Avançada foram aprovados 590 M€, para 57 operações, correspondendo a 24% do investimento.

Na Aprendizagem ao Longo da vida foram aprovadas 434 candidaturas, num total de cerca de 342M€, com um peso de 13% face ao investimento total.

Em termos do Eixo de Intervenção para a qualidade e inovação do sistema de educação e formação, foram aprovadas 78 candidaturas, num montante de 49 M€, 2% do investimento total.

 

 

Relativamente à execução financeira, o PO CH pagou aos seus beneficiários um valor superior a 1.400 M€, acrescido da contrapartida pública nacional de 15%, resultando num montante total pago de 1.606 M€.

A taxa de execução (relação entre a despesa validada e programada) do Programa situa-se nos 37%, encontrando-se a taxa de compromisso - relação entre a despesa aprovado e programada - nos 69% da dotação total disponível para aplicar até 2020, valor acima da média do Portugal 2020 e uma das mais elevadas dos seus Programas Operacionais.

 

 

Analisando as aprovações do PO CH em termos regionais, o Norte é a região com maior montante de aprovações, com 1.1 mil M€ de Fundos Social Europeu, seguida da região Centro com 727 M€ e do Alentejo com 194 M€.

No final do ano de 2017, o nível de compromisso dos Fundos do Portugal 2020 em operações aprovadas atingiu 59% da dotação total do atual período de programação 2014-2020.

A essa data tinham sido transferidos para os beneficiários 6,3 mil M€ de fundos, o que corresponde a 24% da dotação do Portugal 2020, valor que continua acima do nível de validação de despesa (21%).

Até final de dezembro de 2017 foram transferidos para Portugal 4.239 M€ pela CE. Este valor equivale a 16% do valor programado no Portugal 2020 e está acima da média da UE, que se encontrava em 11%.Nº 11

Garantir a total transparência na atribuição dos Fundos da União Europeia envolve a partilha com todos os cidadãos da informação relativa aos projetos apoiados, entidades, montantes e resultados contratados.

Consulte o último boletim informativo dos Fundos da União Europeia, para uma visão geral da aplicação dos mesmos no âmbito do Portugal 2020, publicado pela AD&C – Agência para o Desenvolvimento e Coesão.

 

| Boletim Informativo dos Fundos da União Europeia n.º 11

 

 

 

Fonte: PO CH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lista de Operações Aprovadas PT 2020 reportada a 31 de dezembro

Qui, 22/02/2018 - 16:40

22/02/2018

No âmbito dos Programas Operacionais 2014-2020, financiados pelos fundos da política de coesão - FEDER, Fundo de Coesão e Fundo Social Europeu, encontram-se aprovadas 23.486 operações - à data de 31 de dezembro de 2017, que envolvem um montante total de investimento elegível de 19 mil M€ e uma comparticipação comunitária de 12 mil M€.

Maioritariamente, o investimento apoiado enquadra-se no domínio da Competitividade e Internacionalização e destina-se ao reforço da competitividade das Pequenas e Médias Empresas, com cerca de 23% de fundos da União Europeia.

São também relevantes os apoios aprovados na área da Educação com 10%, nas áreas da Ciência e Investigação com 9% e nas áreas dos Recursos Naturais e do Ambiente com 7%.

Os maiores acréscimos deste último trimestre de 2017 registam-se no FSE com um aumento de 300 M€ de aprovações e no Fundo de Coesão com um aumento de 219 M€.

Consulte AQUI:

| LISTA DE OPERAÇÕES APROVADAS PT 2020

 

 

Fonte: AD&C/UAME

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

43º Campeonato Nacional das Profissões realiza-se no Alentejo

Qui, 22/02/2018 - 12:40

22/02/2018

O IEFP - Instituto do Emprego e Formação Profissional, I.P.  vai organizar o 43.º Campeonato Nacional das Profissões SkillsPortugal – Beja | Alentejo 2018, um evento dirigido a jovens profissionais.

O evento decorrerá na semana de 25 de fevereiro a 2 de março de 2018, no Serviço de Formação Profissional de Beja.

O SkillsPortugal - Campeonatos das profissões é o evento da formação profissional e do mundo do trabalho, que pretende chamar a atenção dos jovens, dos empregadores e dos formadores para a importância da educação e da formação na obtenção de altos níveis de desempenho profissional.

Neste evento, realizado a nível nacional, europeu e mundial, os jovens qualificados têm oportunidade de competir entre si, numa diversidade de profissões, através da realização de um produto, bem ou serviço, com valor no mercado de trabalho, avaliado por especialistas altamente qualificados.

Este tipo de competições, que se realizam desde a década de 50, enquadram-se no âmbito da WorldSkills, uma estrutura internacional que integra 77 países.

O 43.º Campeonato Nacional das Profissões visa apurar os jovens que representarão Portugal no 6.º Campeonato Europeu, que terá lugar na Hungria em setembro de 2018 e, posteriormente, no 45.º Campeonato Mundial, que terá lugar na Rússia, em agosto de 2019.

A etapa nacional, em Beja, contará com a participação de cerca de:

  • 350 Concorrentes de todo o país, provenientes de diferentes operadores de educação e formação
  • 280 Jurados e outros técnicos e formadores
  • 100 Empresas e outras entidades patrocinadoras
  • 40 Profissões

No dia 25 de fevereiro realiza-se a Cerimónia de Abertura, na Arena d’Évora, de 26 de fevereiro a 1 de março têm lugar as provas no Serviço de Formação Profissional de Beja, e no dia 2 de março decorre a Cerimónia de Encerramento no Pavilhão Multiusos de Sines.

 

Fonte: IEFP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nova ETAR da Companheira cofinanciada pelo PO SEUR inaugura em breve

Qui, 22/02/2018 - 12:12

22/02/2018

A construção de uma nova ETAR da Companheira, integrada no Sistema Multimunicipal de Saneamento do Algarve, está em fase de conclusão. 

Com uma contribuição de Fundo de Coesão de 9.425.565,04 euros, através do PO SEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, a nova ETAR da Companheira, a Nordeste da cidade de Portimão, irá agora permitir tratar os efluentes de 130.000 habitantes.

O novo projeto corresponde a uma instalação com duas linhas de tratamento convencional, constituídas por pré-tratamento completo, homogeneização e equalização de caudais, seguidos de elevação intermédia, tratamento biológico em regime de arejamento prolongado, decantação e desinfeção.

Para mais informação sobre as candidaturas aprovadas pelo PO SEUR até ao momento, consulte a página Candidaturas - Candidaturas Aprovadas.

 

Fonte: PO SEUR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seminário sobre inteligência artificial nas PME

Qui, 22/02/2018 - 11:22

22/02/2018

Como pode a Inteligência Artificial ajudar as Pequenas e Médias Empresas? Este será o grande tema de debate do Seminário que se realiza no próximo dia 6 de março.

Promovido pela Câmara de Comércio Luso-Belga-Luxemburguesa e o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa, o evento realiza-se na parte da manhã, das 9h00 às 12h30, nas instalações do ISCTE.

Avanços na tecnologia, como a inteligência artificial, a realidade aumentada, as simulações e outras inovações oferecem novas oportunidades para explorar como a tecnologia pode ser usada em PME - Pequenas e Médias Empresas.



Participe neste seminário para ficar a par de tudo o que se passa no âmbito da digitalização das PME.

 

| PROGRAMA

Moderador Bruno Horta Soares | Presidente ISACA Lisbon Chapter e Founder & Senior Advisor GOVaaS

Maria Eduarda de Lemos Godinho - Presidente da Câmara de Comércio Luso-Belga-Luxemburguesa

Mark Evenepoel | CEO Amplexor

"Applied Artificial Intelligence, a dream to pursue?"

Based on AMPLEXOR’s experience with AI related to content management, I would like to share some ideas that SME’s could build upon to define their own potential AI strategy.”   

Chrisitan Daems | CEO Face of Contents

Ricardo Ribeiro | Professor no Departamento de Ciências e Tecnologias da Informação do ISCTE

Natural Language Processing (and AI in general) and Companies"      

Dzhamil Oda | Membro do Grupo de Direito Europeu e da Concorrência e da Team Genesis® da MLGTS

Principais desafios jurídicos no âmbito da robótica e inteligência artificial

 

 

 

 

 

Fonte: DPCC

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CENTRO 2020 apoia a construção de parque empresarial em S. Pedro do Sul

Qua, 21/02/2018 - 16:48

21/02/2018

Foi lançado, no passado dia 16 de Fevereiro, o concurso público para a construção do novo Parque Empresarial de São Pedro do Sul, situado em Pindelo dos Milagres.

Com um prazo de execução de um ano, esta importante obra para o concelho representa um investimento de cerca de 1,2 milhões de euros, sendo cofinanciada em 85% pelo Programa Operacional CENTRO 2020, através do FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Este novo equipamento será dotado de 30 lotes, num terreno com mais de 10 hectares e irá fortalecer o tecido empresarial do concelho, promovendo o empreendedorismo, a inovação e a coesão territorial.

São Pedro do Sul vai, assim, possuir todas as condições para que, a curto prazo, se criem mais postos de trabalho, melhorando a qualidade de vida dos habitantes e a sua fixação no concelho.

 

 

Fonte: Diario de Viseu/Centro 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seminário debate objetivos da UE para a redução da pobreza, e as barreiras no acesso ao emprego

Qua, 21/02/2018 - 15:01

21/02/2018

A Representação da Comissão Europeia em Portugal vai realizar um seminário sobre o Pilar Europeu dos Direitos Sociais, os objetivos da União Europeia (UE) para a redução da pobreza, e as barreiras no acesso ao emprego «The European Pilar of Social Rights, Poverty Targets, and Barriers to Employment».

No seminário que decorrerá no dia 16 de março, das 9h00 às 12h30, no Largo Jean Monnet, em Lisboa, a entrada é livre, mediante INSCRIÇÃO prévia.

 

Este Seminário Internacional abordará três temas:
 

  • O Pilar Europeu dos Direitos Sociais, focando na utilização de indicadores para monitorizar a situação e a implementação de políticas

  • Avaliar os progressos alcançados para reduzir a pobreza e a eficácia de políticas que apoiem um crescimento mais inclusivo

  • Identificar grupos com fraca ligação ao mercado de trabalho e que enfrentam barreiras ao emprego

     

PILAR EUROPEU DOS DIREITOS SOCIAIS

Portugal é um dos países da União Europeia com maior desigualdade na distribuição do rendimento e maior incidência do risco de pobreza. As famílias com jovens são particularmente afetadas pelo fenómeno da pobreza e as políticas de redistribuição do rendimento têm tido uma eficácia algo limitada em reduzi-la.

A Comissão Europeia tem dado maior ênfase às políticas que favoreçam o crescimento económico inclusivo, através do reforço da dimensão social das políticas Europeias.

A 17 de novembro de 2017, na Cimeira Gotemburgo, o Pilar Europeu dos Direitos Sociais foi proclamado conjuntamente pelas três Instituições Europeias: Parlamento, Conselho e Comissão.

O Pilar baseia-se em 20 princípios fundamentais, estruturados em torno de três categorias:

  1. Igualdade de oportunidades e acesso ao mercado de trabalho
  2. Condições de trabalho justas
  3. Proteção social e inclusão


Consulte aqui a AGENDA do evento.

 

 

Fonte: Rep. CE Portugal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Cooperação territorial europeia e incêndios debatidos no Eixo Atlântico

Qua, 21/02/2018 - 11:59

21/02/2018

A defesa dos Fundos de Coesão, de um novo tratado de cooperação bilateral entre Portugal e Espanha e a prevenção e luta contra os incêndios são alguns dos pontos que vão ser debatidos na Assembleia-geral do Eixo Atlântico, que vai ter lugar na próxima sexta-feira, na Maia.

Nesta assembleia será apresentado para aprovação um orçamento de 4.652.722 euros, assim como o programa com as ações e desenvolvimento estratégico previsto para 2018 - cujas linhas orientadoras foram desenhadas no congresso realizado em Braga em Junho do ano passado.

Espera-se que da Assembleia-geral do Eixo Atlântico saia também a definição dos projetos-piloto a levar avante, sendo que está também previsto continuar com a promoção e defesa do Caminho de Santiago.

O momento servirá, ainda, para apresentação das novas infraestruturas que foram propostas pelas cidades para o próximo período de programa comunitário: a ligação da linha do Minho com o aeroporto Francisco Sá Carneiro, a ligação da Estação de Braga com a linha do Minho e a passagem da linha pelo Europarque de Santa Maria da Feira, entre outras propostas que estarão em cima da mesa.

A sessão de encerramento vai ser presidida pelo ministro do Ambiente, Matos Fernandes.

 

Fonte: Correio do Minho/Eixo Atlântico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Empresários dos Açores com acesso a nova linha de crédito da IFD

Qua, 21/02/2018 - 11:17

21/02/2018

As empresas dos Açores dispõem de uma nova linha de crédito com garantia mútua, no valor de 79 milhões de euros, destinada ao financiamento de investimentos, anunciou a vice-presidência do Governo Regional.

A linha de crédito "Capitalizar Mais", criada pela IFD - Instituição Financeira de Desenvolvimento, disponibilizará nos Açores 79 milhões de euros, afetando o Governo Regional um montante de cerca de 20 milhões de euros, no âmbito dos fundos da União Europeia do Programa Operacional AÇORES 2020.

"No passado, as linhas de crédito dirigiam-se essencialmente à reestruturação financeira e às empresas mais em dificuldades. Esta nova geração de linhas de crédito, se assim se pode chamar, dirige-se a comparticipar o investimento", adiantou o Sérgio Ávila, vice-presidente do Governo Regional, numa conferência de imprensa realizada em Angra do Heroísmo.

Além de taxas de juro "abaixo dos valores médios de mercado", com um spread máximo entre os 1,86% e os 3,4%, a linha de crédito terá uma garantia até 80% do capital em dívida, para facilitar a concessão do crédito.

Um dos objetivos deste instrumento financeiro, é facilitar o acesso aos sistemas de incentivos, como o Competir+, tendo em conta que ainda se verificam algumas "dificuldades no acesso ao crédito para financiamento da componente não comparticipada".

As empresas ou tinham capitais próprios ou tinham de ir à banca obter financiamento para esses investimentos.

A nova linha de crédito vai permitir não só financiar a parte não comparticipada dos investimentos com candidaturas ao Competir+, mas também financiar um conjunto de despesas que não eram elegíveis e que são necessárias à atividade da empresa, como o apoio à tesouraria e ao fundo de maneio, desde que seja para incrementar a atividade económica da empresa pelo investimento.

O vice-presidente do executivo açoriano disse que foram recebidas 808 candidaturas de novos investimentos privados, desde a abertura do Competir+, em janeiro de 2015, alegando que representaram "mais de 344 milhões de euros de investimento" e que preveem a criação de 1.712 postos de trabalho diretos.

 

 

Fonte: Lusa/IFD/Açores 2020

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Auditores da UE publicam documento sobre apoios à produção de energia eólica e solar

Ter, 20/02/2018 - 15:41

20/02/2018

O Tribunal de Contas Europeu publicou hoje um Documento Informativo sobre o apoio da União Europeia (UE) e dos Estados-Membros à produção de eletricidade a partir das energias eólica e solar fotovoltaica.

Os documentos informativos seguem-se aos anúncios de auditoria e apresentam informações sobre tarefas de auditoria em curso, constituindo uma fonte de informação para os interessados na política e/ou nos programas que estão a ser auditados.

O documento hoje publicado descreve os trabalhos realizados no âmbito de uma auditoria em curso, que abrange a análise da conceção, execução e acompanhamento das estratégias nacionais e da UE relativas à produção de eletricidade a partir das energias eólica e solar fotovoltaica desde 2009, bem como o financiamento concedido a nível nacional e da UE para o seu desenvolvimento.

A produção elétrica é o setor com a maior percentagem de energia de fontes renováveis. As energias eólica e solar fotovoltaica são atualmente as duas principais fontes de energia renovável utilizadas para este fim e estão prestes a tornarem-se nas duas formas de produção elétrica mais baratas.

O Tratado de Lisboa de 2009 autorizou a UE a elaborar uma política energética constituída por quatro elementos essenciais, incluindo a promoção da eficiência e economia energéticas e o desenvolvimento de novas fontes de energia renováveis.

A Diretiva Energias Renováveis de 2009 definiu uma meta de 20% para o consumo de energia a partir de fontes renováveis até ao final de 2020 em toda a UE.

O documento publicado contém informações sobre o desenvolvimento do cabaz energético da UE para a produção de eletricidade, as estratégias nacionais e da UE em matéria de energias renováveis, o financiamento atribuído à energia eólica e solar fotovoltaica em conformidade com a política regional e de coesão europeia.

Contém, ainda, informações pormenorizadas sobre os progressos atuais dos Estados-Membros no sentido de alcançar a meta definida para 2020.

Os auditores irão visitar quatro Estados-Membros: Alemanha, Grécia, Espanha e Polónia, sendo que a publicação do relatório de auditoria está prevista para o início de 2019.


Consulte aqui o documento:

| Background paper: Electricity production from wind and solar photovoltaic power in the EU

 

Fonte: PO CH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Candidaturas abertas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP)

Ter, 20/02/2018 - 15:19

20/02/2018

O PO CH – Programa Operacional Capital humano, abriu o período de candidaturas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) até ao dia 23 de Abril, para as regiões Norte, Centro e Alentejo, com uma dotação total de 16,5 M€, dos quais 14 M€ com o apoio do FSE.

​O AVISO n.º POCH-68-2018-02 é dirigido a estabelecimentos de Ensino Superior Politécnico, bem como as unidades orgânicas do ensino superior politécnico integradas em instituições de ensino superior universitário.

Os interessados podem apresentar as suas candidaturas até às 18 horas do dia 23 de abril de 2018.

Este Aviso foi articulado com os Programas Operacionais Regionais Norte 2020, Centro 2020 e Alentejo 2020, com candidaturas abertas aos referidos cursos.

Os potenciais beneficiários poderão candidatar-se aos diferentes concursos, consoante o local onde se pretende realizar a formação e em função do alinhamento dos cursos com a Estratégia Nacional ou Regional de Especialização Inteligente, conforme definido nos respetivos AVISOS de abertura de candidaturas.

As Operações a apoiar enquadram-se no Eixo Prioritário 2 - Reforço do ensino superior e da formação avançada.

Em termos de indicador de realização, o número de formandos apoiados nesta tipologia de operação até 2023 é de 23 600, sendo que destes, 68% têm de concluir com sucesso os seus estudos (indicador de resultado).

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais constituem-se como uma oferta educativa de natureza profissional, introduzida no âmbito do ensino superior, não conferente de grau académico, de nível ISCED 5, cuja conclusão com aproveitamento conduz à atribuição de um diploma de Técnico Superior Profissional.​


Consulte AQUI:

| AVISO n.º POCH-68-2018-02

| Balcão 2020-Capital Humano

 

Fonte: PO CH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Candidaturas abertas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP)

Ter, 20/02/2018 - 15:19

20/02/2018

O PO CH – Programa Operacional Capital humano, abriu o período de candidaturas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) até ao dia 23 de Abril, para as regiões Norte, Centro e Alentejo, com uma dotação total de 16,5 M€, dos quais 14 M€ com o apoio do FSE.

​O AVISO n.º POCH-68-2018-02 é dirigido a estabelecimentos de Ensino Superior Politécnico, bem como as unidades orgânicas do ensino superior politécnico integradas em instituições de ensino superior universitário.

Os interessados podem apresentar as suas candidaturas até às 18 horas do dia 23 de abril de 2018.

Este Aviso foi articulado com os Programas Operacionais Regionais Norte 2020, Centro 2020 e Alentejo 2020, com candidaturas abertas aos referidos cursos.

Os potenciais beneficiários poderão candidatar-se aos diferentes concursos, consoante o local onde se pretende realizar a formação e em função do alinhamento dos cursos com a Estratégia Nacional ou Regional de Especialização Inteligente, conforme definido nos respetivos AVISOS de abertura de candidaturas.

As Operações a apoiar enquadram-se no Eixo Prioritário 2 - Reforço do ensino superior e da formação avançada.

Em termos de indicador de realização, o número de formandos apoiados nesta tipologia de operação até 2023 é de 23 600, sendo que destes, 68% têm de concluir com sucesso os seus estudos (indicador de resultado).

Os Cursos Técnicos Superiores Profissionais constituem-se como uma oferta educativa de natureza profissional, introduzida no âmbito do ensino superior, não conferente de grau académico, de nível ISCED 5, cuja conclusão com aproveitamento conduz à atribuição de um diploma de Técnico Superior Profissional.​


Consulte AQUI:

| AVISO n.º POCH-68-2018-02

| Balcão 2020-Capital Humano

 

Fonte: PO CH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lançada a 11ª edição do Boletim dos Fundos da União Europeia

Ter, 20/02/2018 - 12:58

20/02/2018

Já se encontra disponível para consulta e download o Boletim Informativo dos Fundos da União Europeia - QREN e Portugal 2020 n.º 11, com informação reportada a 31 de dezembro de 2017, lançado pela AD&C – Agência para o Desenvolvimento e Coesão.

De acordo com o documento agora disponibilizado, no final de 2017, o nível de compromisso dos Fundos do Portugal 2020 em Operações Aprovadas atingiu 59% da dotação total do atual período de programação 2014-2020.

A essa data tinham sido transferidos para os beneficiários 6,3 mil M€ de fundos, o que corresponde a 24% da dotação do Portugal 2020, valor que continua acima do nível de validação de despesa (21%).

Até final de dezembro de 2017 foram transferidos para Portugal 4.239 M€ pela CE. Este valor equivale a 16% do valor programado no Portugal 2020 e está acima da média da UE, que se encontrava em 11%.

No último trimestre de 2017, a Iniciativa Emprego Jovem (IEJ), programada para o período 2014-2015, como resposta aos níveis excecionalmente elevados de desemprego jovem na UE, foi reforçada para os países cujas regiões apresentam uma taxa de desemprego jovem superior a 25% (no caso português todas as regiões à exceção do Algarve estão nessa situação).

Assim, aos 321 M€ financiados pelos fundos da União Europeia nos primeiros dois anos do Portugal 2020, foi acrescido um montante de 125 M€ a executar no período 2017-2020. Sendo este montante inferior ao inicial e distribuído por um período superior, optou-se por concentrar em áreas de intervenção estratégicas como sejam modalidades de estágios em Portugal Continental, na R. A. Açores e na R. A. Madeira, bem como apoios à contratação.

Portugal atingiu em 2017 para todos os Programas financiados pelos Fundos da União Europeia os limiares da regra n+3, o que significa que todos os Programas apresentarem à Comissão Europeia um montante acumulado de pedidos de pagamento superior ao fundo programado para o ano de 2014 deduzido do pré-financiamento inicial e dos pré-financiamentos anuais de 2016 e 2017.

Nesta edição realiza-se a análise da distribuição dos apoios concedido pelas regiões (NUTS II) sendo que se confirma que as regiões com indicadores menos favoráveis são necessariamente as maiores beneficiárias dos Fundos da Coesão.

O Boletim Informativo dos Fundos da União Europeia segue a linha editorial de reporte sobre os Fundos Europeus, que procura conjugar clareza e acessibilidade, assim como sistematização gráfica e concisão na informação prestada.

Simultaneamente, são fornecidos, em anexo, elementos suplementares de informação que permitem um conhecimento mais profundo sobre a aplicação dos Fundos Europeus.

Consulte AQUI:

 

NOTA: Pode consultar os restantes Boletins já publicados na página MONITORIZAÇÃO deste portal.

 

 

Fonte: AD&C

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autarcas europeus debatem o papel das cidades no combate às alterações climáticas

Ter, 20/02/2018 - 12:03

20/02/2018

Autarcas de toda a União Europeia (UE) reúnem-se, esta quinta-feira, 22 de fevereiro, no Parlamento Europeu em Bruxelas para debater os próximos passos na luta contra as alterações climáticas.

O Pacto de Autarcas Europeu para o Clima e a Energia, uma iniciativa que reúne 7700 cidades europeias empenhadas em reduzir as emissões de CO2 e reforçar a sua resiliência às alterações climáticas, celebra 10 anos.

Centenas de autarcas e outros representantes de cidades europeias reúnem-se, esta quinta-feira, em Bruxelas com o objetivo de partilhar boas práticas na melhoria da eficiência energética nos edifícios, no setor do transporte e da iluminação, na utilização das energias renováveis e na adaptação ao impacto das alterações climáticas.

O presidente do Parlamento Europeu Antonio Tajani, o presidente do Comité das Regiões Karl-Heinz Lambertz, o vice-presidente da Comissão Maroš Šefčovič e os comissários europeus Miguel Arias Cañete (Energia e Ação Climática) e Carlos Moedas (Investigação, Ciência e Inovação) também participam no evento.

Pode acompanhar o evento em direto na quinta-feira às 9.00 CET ou através da hashtag #eumayors2018 e @eumayors no Twitter.


AS CIDADES E AS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

Mais de 70% dos europeus vivem nas cidades e em áreas urbanas, áreas que consomem entre 60 e 80% da energia europeia e são responsáveis pela mesma percentagem de emissões de CO2. As cidades não têm escapado às consequências das alterações climáticas enfrentado ondas de calor, cheias e tempestades.


OUTRAS INICIATIVAS DA UE PARA LIMITAR AS EMISSÕES DE GASES COM EFEITO DE ESTUFA

Atualmente encontram-se em discussão três propostas legislativas para ajudar a UE a diminuir as emissões de gases com efeito de estufa e cumprir os objetivos do Acordo de Paris.

Para saber mais: 

 

 

Fonte: Parlamento Europeu

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Próxima geração de Programas e Fundos UE pós 2020

Ter, 20/02/2018 - 11:40

20/02/2018

A 29  de maio de 2018, a Comissão Europeia apresentará propostas pormenorizadas para a próxima geração de programas financeiros para o quadro financeiro plurianual pós-2020, que constitui o orçamento da União Europeia (UE) a longo prazo.

Estas propostas serão concebidas de modo a permitir que a UE atinja os objetivos fixados nos domínios mais importantes em que a sua intervenção possa ser mais eficaz do que a ação isolada dos Estados-Membros.

Para tal, é necessário fazer uma avaliação cuidadosa tanto do que funcionou bem no passado, como do que poderá ser melhorado no futuro.

Nesse sentido, a Comissão Europeia realiza uma CONSULTA PÚBLICA, que se integra nesse processo e tem como objetivo recolher as opiniões de todas as partes interessadas sobre a forma de tirar o máximo partido de cada euro do orçamento da UE.

O prazo de resposta à consulta pública termina no dia 15 de março - ainda vai a tempo de dar o seu contributo.

Foram realizadas consultas semelhantes no âmbito de avaliações dos programas financeiros da UE em vigor em vários domínios de intervenção, nomeadamente sobre os seus resultados até à data e os futuros desafios.

As opiniões expressas pelas partes interessadas nestas consultas serão tidas em conta no processo de elaboração do futuro quadro financeiro plurianual, atualmente em curso.

Paralelamente à presente consulta, estão a decorrer outras consultas, que abrangem o conjunto do financiamento futuro da UE nos domínios da coesão, do investimento, investigação e inovação, PME e mercado único, da migração, da segurança, das infraestruturas estratégicas e dos valores e mobilidade.

 

Aceda AQUI:

| CONSULTA PÚBLICA sobre os Fundos da UE no domínio da Coesão

| Responder ao QUESTIONÁRIO

 

 

Fonte: Rep. CE Portugal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sabia que… há Espaço Capital Humano na Qualifica?

Seg, 19/02/2018 - 16:57

19/02/2018

De 1 a 4 de março, na feira QUALIFICA - Exponor, Matosinhos, o Espaço Capital Humano (ECH) dará a conhecer diversos projetos financiados pelo Fundo Social Europeu no domínio da Educação e Formação.

Sabia que nesta edição o PO CH – Programa Operacional Capital humano terá dois espaços idênticos no seu conceito, mas diferenciados por temas de interesse?

O STAND 1 integrará projetos ligados à formação de jovens, de adultos e à qualidade e inovação do sistema de educação e formação.

Neste espaço todos os visitantes podem conhecer as ofertas formativas disponíveis de formação profissional e os projetos de sucesso com o apoio do Fundo Social Europeu (FSE) no domínio do capital humano, com especial enfoque nos projetos financiados pelo PO CH, mas envolvendo também projetos apoiados por outros Programas Operacionais do Portugal 2020 com intervenção nesse domínio.

Neste âmbito, a 31 de dezembro de 2017 foram aprovados 2032 projetos, com o montante total de 1.866 milhões de euros (MM€), dos quais 1.585 MM€ apoiados pelo Fundo Social Europeu (FSE). Em termos de pagamentos às entidades beneficiárias, o valor total pago foi de 1.179 MM€, sendo 1.002 MM€ com apoio do FSE

No STAND 2 estarão em destaque projetos dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais de vários Institutos Politécnicos, projetos de Investigadores que usufruem de bolsas de Doutoramento e Pós Doutoramento concedidas pelo PO CH no âmbito do FSE e a disponibilização de toda a informação sobre Bolsas de Ensino Superior apoiadas igualmente em larga medida pelo PO CH no âmbito da DGES.

Neste domínio, até 31 de Dezembro de 2017 foram aprovados 57 projetos, com o montante total de cerca de 588 milhões de euros (M€), 500 M€ dos quais comparticipados pelo FSE. Em termos de pagamentos às entidades beneficiárias, o valor total pago foi de 403 M€, sendo 343 M€ com apoio do FSE.

Os dois stands terão ainda um espaço institucional onde estarão representados alguns dos parceiros que contribuem de forma decisiva para a boa aplicação dos Fundos Europeus - Norte 2020, Centro 2020, a Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e a Estrutura de Missão Portugal Inovação Social (EMPIS), no stand 1, a Direção Geral do Ensino Superior (DGES) e a Fundação Ciência e Tecnologia (FCT) no stand 2 - para além de vários elementos da equipa do POCH.

Estes parceiros - bem como outros com espaços próprios no contexto da Qualifica (caso da DGE, ANQEP, I.P. e do IEFP, I.P.) - estiveram fortemente envolvidos na programação do ECH.

No denominado "espaço cool" muitas serão as demonstrações de showcooking, música, dança, teatro, robótica, com um DJ a animar todas as iniciativas que decorrerão ao longo dos quatro dias.

E sabia que… teremos as selfies "Olha o Capital Humano"? E um jogo que no fim dará sempre um prémio?

No fim, e porque para um Portugal mais desenvolvido é necessário um Portugal mais bem qualificado, o Espaço Capital Humano será sempre promotor dos resultados que os diferentes apoios no domínio do capital humano produzem na vida das pessoas que deles beneficiam.

Consulte aqui o Programa do ECH​​.​​​​

 

Fonte: PO CH

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

AD&C lança Coleção Políticas e Territórios

Seg, 19/02/2018 - 16:09

19/02/2018

Com o objetivo de contribuir para o debate público em torno das questões da coesão territorial e do desenvolvimento socioeconómico do país e das suas regiões, a AD&C - Agência para o Desenvolvimento e Coesão, IP lança a Coleção Políticas e Territórios através da Unidade de Política Regional.

Este contributo consubstancia-se na produção de dois tipos de publicações – Working Papers e Cadernos Temáticos – que visam aprofundar e divulgar o conhecimento produzido na AD&C sobre temas concretos nos quais tem manifesto interesse.

Os primeiros títulos estão já disponíveis no website da AD&C em Estudos e Working Papers.

Comentários sobre esta Coleção e os seus Working Papers e Cadernos Temáticos podem ser enviados para politicaseterritorios@adcoesao.pt

 

Fonte: AD&C/UPR

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Páginas